Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de janeiro de 2019.
Dia Nacional do Fotógrafo.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

palácio do planalto

Edição impressa de 08/01/2019. Alterada em 08/01 às 01h00min

Presidente do Ibama pede exoneração após críticas

Um dia depois de ter se tornado alvo em redes sociais do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do novo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que questionaram o valor do contrato para aluguel de veículos no órgão, a presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo, pediu exoneração do cargo ontem. Ela aguardava ser substituída pelo indicado por Bolsonaro, o procurador da União Eduardo Fortunato Bim, mas decidiu antecipar a saída.
Nomeada em 2016 por Michel Temer (MDB), Suely, urbanista, advogada e cientista política, tem longa carreira ligada ao tema ambiental, tendo sido consultora legislativa na Câmara dos Deputados desde 1991. Ela dá aulas de graduação em gestão de políticas e publicou estudos sobre licenciamento ambiental e proteção à biodiversidade.
O pedido de exoneração foi enviado a Salles. A reportagem apurou que Suely ficou indignada com as postagens, pois não foi procurada previamente por Salles para que explicasse o valor do contrato, de R$ 28,7 milhões. Em nota, no domingo, ela explicou que o valor corresponde ao total gasto com aluguel de 393 camionetes "adaptadas para atividades de fiscalização, combate a incêndios, emergências ambientais, ações de inteligência, vistorias técnicas etc." para cobrir o País.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia