Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de dezembro de 2018.
Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

transição no planalto

Alterada em 11/12 às 09h23min

Futuro ministro defende educação básica e qualificação para o trabalho

Agência Brasil
O futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, disse nesta terça-feira (11) que suas prioridades serão a educação básica, qualificação para o trabalho e fortalecimento da identidade nacional a partir de 1º de janeiro, quando o presidente eleito, Jair Bolsonaro, será empossado.
"Atuaremos como base em princípios que alicercem o pleno desenvolvimento do cidadão, a qualificação para o trabalho e o fortalecimento da identidade nacional", afirmou o futuro ministro em sua conta no Twitter. 
O professor de origem colombiana defende princípios semelhantes ao presidente eleito, como a reformulação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).
Para ambos, o atual modelo de provas aplicadas tem funcionado como um instrumento de "ideologização" incapaz de avaliar a capacidade dos estudantes.
Vélez foi confirmado há duas semanas para o comando da Educação.
Antes de sua confirmação no cargo, Vélez defendia em textos divulgados em blog e redes sociais a valorização de um sistema de ensino básico e fundamental oferecido pelos municípios a partir de formulações de leis locais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia