Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

TCU

Alterada em 06/12 às 17h42min

José Mucio é eleito presidente do Tribunal de Contas da União

Pernambucano é ministro desde 2009 e ocupa atualmente vice-presidência e corregedoria do tribunal

Pernambucano é ministro desde 2009 e ocupa atualmente vice-presidência e corregedoria do tribunal


JOSÉ CRUZ/ABR/JC
Agência Brasil
O ministro José Mucio Monteiro foi eleito nesta quinta-feira (6) presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), por 8 votos a 1, em substituição a Raimundo Carreiro. Na mesma sessão, a ministra Ana Arraes foi escolhida vice-presidente, cargo que acumulará com a função de corregedora do TCU. A posse dos novos dirigentes do TCU está marcada para a próxima terça-feira (11).
O mandato é de um ano, com possibilidade de reeleição, e começa a valer em 1º de janeiro de 2019. O TCU é o órgão de controle externo do governo federal, auxiliando o Congresso Nacional no acompanhamento da execução orçamentária e financeira do país.
O pernambucano José Mucio é ministro do TCU desde 2009 e, nos últimos dois anos, ocupa a vice-presidência e a corregedoria do tribunal. Engenheiro de formação, iniciou a carreira política em 1975, quando foi eleito vice-prefeito de Rio Formoso, em Pernambuco, município a 90 quilômetros da capital, Recife. 
Foi deputado federal por cinco legislaturas, tendo sido líder do PTB e do governo na Câmara dos Deputados. Entre 2007 e 2009, foi ministro das Relações Institucionais da Presidência da República (2007-2009).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia