Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Transição no Planalto

Alterada em 06/12 às 15h46min

Damares Alves é confirmada no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Pastora evangélica e advogada foi assessora do senador Magno Malta

Pastora evangélica e advogada foi assessora do senador Magno Malta


Reprodução/Youtube/JC
Estadão Conteúdo
A pastora e advogada Damares Alves foi confirmada na chefia do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O anúncio foi feito pelo ministro extraordinário e coordenador da equipe de transição do governo, Onyx Lorenzoni, na tarde desta quinta-feira (6). A pasta, ainda segundo o ministro, deve ficar responsável pela Fundação Nacional do Índio (Funai).
O convite de Bolsonaro à pastora, na semana passada, provocou atrito com a bancada evangélica. Damares foi assessora do senador Magno Malta (PR-ES), que não conseguiu se reeleger e não foi chamado para compor o primeiro escalão do novo governo.
Nesta quarta-feira (5), o presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que as portas "estão abertas" para Malta, mas que não seria "adequado" colocá-lo à frente de um ministério.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia