Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de novembro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

transição no planalto

Edição impressa de 29/11/2018. Alterada em 29/11 às 01h00min

Gustavo Canuto comandará Desenvolvimento Regional

Canuto atua como servidor 
da pasta do Planejamento

Canuto atua como servidor da pasta do Planejamento


/VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL/JC
O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou ontem em sua conta no Twitter, a indicação de Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto como futuro ministro do Desenvolvimento Regional, que deve contemplar a atual pasta de Cidades e Integração Nacional. Canuto é secretário-executivo do Ministério da Integração e servidor efetivo do Ministério do Planejamento.
Gustavo Canuto é formado em Engenharia de Computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).
Nos últimos dois anos, Canuto também foi chefe de gabinete do Ministro da Integração Nacional do governo de Michel Temer (MDB). Além disso, Canuto já assumiu compromissos de trabalho nas Secretarias de Aviação Civil e Geral da Presidência da República, além da Agência Nacional de Aviação Civil, segundo seu perfil na página do Ministério da Integração.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia