Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de outubro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

CORRIGIR
Edição impressa de 16/10/2018. Alterada em 16/10 às 01h00min

Manuela d'Ávila participa de ato público em Porto Alegre

Ato a favor da democracia

Ato a favor da democracia


/MARIANA CARLESSO/JC

A onda de manifestações nomeada como "Ato a favor da democracia" reuniu apoiadores de Fernando Haddad (PT), numa mobilização convocada pela candidata a vice-presidência na chapa, Manuela d'Ávila (PCdoB), na Esquina Democrática, em Porto Alegre. O evento foi aberto com os discursos de lideranças da esquerda no Estado como Miguel Rossetto (PT), que foi candidato ao governo, Raul Pont (PT), ex-prefeito da Capital, deputado estadual Pedro Ruas (PSOL), Luciana Genro (PSOL), eleita para a Assembleia Legislativa, e a deputada federal reeleita Maria do Rosário (PT). O tom dos discursos foi de intimar o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) para comparecer aos debates. "Olho essa esquina, vejo muitos que me conhecem desde pequena e reconheço que lutaram para defender a democracia. Vejo muitos jovem que estão trabalhando para defender um projeto de governo que garanta trabalho valorizado e educação para a juventude", disse Manuela. Aclamada, a candidata à vice-presidente de Haddad criticou posturas do candidato do PSL e seu vice, General Mourão.

CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia