Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de setembro de 2018.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2018

Edição impressa de 26/09/2018. Alterada em 26/09 às 01h00min

Organizadora de grupo virtual contra Bolsonaro sofre agressão

Uma das administradoras do grupo de Facebook Mulheres unidas contra Bolsonaro foi agredida na noite desta segunda-feira quando chegava em casa, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, por dois homens ainda não identificados. O grupo, que já reúne cerca de 3 milhões de usuárias, foi hackeado e derrubado diversas vezes por homens que se identificaram como partidários do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), desde que foi criado. Várias mulheres do grupo foram agredidas verbalmente e receberam ameaças via internet.
Identificada apenas como Maria por razões de segurança, a administradora do grupo conta que, quando chegou em casa, dois homens a aguardavam praticamente na porta. Um deles acertou um soco em seu olho e, o segundo, uma coronhada em sua cabeça. Um deles pegou seu celular e os dois correram até um táxi, que os esperava a cerca de um quarteirão de distância. A bolsa e outros pertences não foram levados.
Maria fez o registro de ocorrência na 37ª Delegacia de Polícia e um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal.
Maria trabalha como coordenadora da campanha de um candidato a deputado estadual pelo PSOL. Ela conta que já foi xingada e ameaçada pela internet, mas que não tem como afirmar quem eram os agressores.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
FÁBIO DA SILVA 26/09/2018 09h10min
notícia nada tendenciosa, hein ! pq ela não mostrou uma cópia do estatuto do desarmamento para os 2 meliantes, já que o partido dela defende o desarmamento da população !? ou será que depois do roubo e agressão (nenhum momento na matéria foi declarado que ela foi assaltada na porta de casa, coisa muito comum em várias cidades do país), ela chamou algum artista da Globo ou cantor (a) que utiliza a EleNao para socorrê-la ?