Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de setembro de 2018.
Dia da Amazônia.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2018

Edição impressa de 05/09/2018. Alterada em 05/09 às 01h00min

TSE proíbe terceira propaganda na TV de Lula

Agência O Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já deu três decisões proibindo propagandas da chapa presidencial do PT no rádio e na TV. Em comum, elas promovem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou não esclarecem que ele foi proibido pelo próprio TSE de se candidatar na eleição presidencial deste ano. Na última decisão, o ministro substituto Sérgio Banhos deu liminar vedando a veiculação de uma inserção de televisão. Há pelo menos mais propaganda - uma inserção de rádio - que ainda não foi questionada no TSE, mas também promove Lula.

Na última propaganda proibida, o vice da coligação, Fernando Haddad, diz: "vamos trazer o Brasil de Lula de volta". Para o Partido Novo, autor da ação pedindo a suspensão da peça publicitária, houve um desrespeito à decisão tomada pelo TSE na madrugada de sábado que proibiu Lula de ser candidato e de se apresentar como tal. O ministro Sérgio Banhos concordou, fixou uma multa de R$ 500 mil para cada nova veiculação da propaganda e disse que ela "confundiu os eleitores" quanto à candidatura de Lula.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia