Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 05 de agosto de 2018.
Dia Nacional da Saúde/ Farmácia .

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2018

Alterada em 05/08 às 18h43min

Eduardo Leite é confirmado candidato ao governo na convenção do PSDB

Convenção realizada na Casa do Gaúcho ratificou candidatura de Eduardo Leite ao Piratini

Convenção realizada na Casa do Gaúcho ratificou candidatura de Eduardo Leite ao Piratini


MARCO QUINTANA/JC
Carlos Müller Villela
A convenção estadual do PSDB confirmou neste domingo (5) a candidatura da Eduardo Leite para disputar o governo estadual nas eleições. O delegado Ranolfo Vieira (PTB) foi homologado como vice, e Luis Carlos Heinze (PP) e Mário Bernd (PPS) serão os candidatos ao Senado.
Estavam presentes no evento, realizado no centro de eventos Casa do Gaúcho, os principais nomes do partido no Estado, como Nelson Marchezan Júnior, Fátima Daudt, Jorge Pozzobom e Paula Mascarenhas, prefeitos de Porto Alegre, Novo Hamburgo, Santa Maria e Pelotas, respectivamente.
O maior ausente ilustre do evento era Luis Carlos Heinze, que teve que desistir da candidatura própria ao Piratini após a mudança causada pela ida de Ana Amélia Lemos para concorrer como vice do tucano Geraldo Alckmin, tornando inevitável a reprodução desta aliança em nível estadual no Rio Grande do Sul. O PP, que entrou de sopetão na aliança de Leite na última semana, foi bastante elogiado na convenção. O vice de Leite, Ranolfo Vieira, agradeceu pessoalmente a Heinze e ao partido pelo apoio e pela desistência de sua candidatura. Já Mário Bernd, o outro candidato ao Senado, se disse muito feliz pela oportunidade de concorrer ao Senado e mandou um recado ao senador petista Paulo Paim, dizendo "Paim, tua hora tá chegando".
O governo Sartori, o qual o PSDB integrou até este ano, foi pouco citado em discursos, mas foi alvo de críticas específicas de Eduardo Leite na área administrativa e de segurança pública. “Chega de um governo que no início não nomeia policiais para a área de segurança e segura tudo para o controle das contas, e aí lá no final faz com orgulho ‘o maior concurso público da história’ quando na verdade deveria ter feito concursos para repor as defasagens ano a ano com planejamento estruturado”.
O discurso de Leite tinha como foco a melhora da segurança pública no Estado, e era permeado por referências a uma retomada de “esperança” e “confiança”, conceitos que marcaram outros discursos do dia e farão parte da campanha.
A ex-governadora Yeda Crusius foi uma das participantes mais populares da convenção, circulando pelo local e atendendo a todos que quisessem tirar fotos. Idealizadora do PSDB Mulher, Yeda celebrou a chapa Alckmin-Ana Amélia e fez um discurso quase todo focado na valorização da mulher na política. Ela disse que não concorre pela quota de candidaturas femininas nas eleições legislativas, "mas eu sei a diferença de tratamento das instituições em relação à mulher".
Já o prefeito Nelson Marchezan Júnior conclamou pela realização de uma campanha efetiva e bem-feita, e ressaltou a importância da aliança composta por Leite e o processo de elaboração dela. Segundo o prefeito da Capital, isso se fez com “saliva, saliva, saliva”, fazendo referência à importância do diálogo na política.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia