Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

Alterada em 11/07 às 14h49min

MP do Frete entra em votação na Câmara dos Deputados

Relatório do deputado Osmar Terra entrou em votação após pressão de caminhoneiros

Relatório do deputado Osmar Terra entrou em votação após pressão de caminhoneiros


ANTÔNIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL/JC
A Câmara iniciou nesta tarde de quarta-feira (11) a votação do relatório do deputado Osmar Terra (MDB-RS) para a Medida Provisória (MP) 832/18, a MP do Frete, que cria uma política nacional de preços mínimos para o transporte rodoviário de cargas. A medida foi colocada em votação após pressão de caminhoneiros, que ocupam parte das galerias do plenário. Havia uma ameaça de novas paralisações.
A MP é polêmica e não tem consenso na casa. A perspectiva é de que deputados debatam alguns artigos, como os que regulam se o acordado deve prevalecer sobre o legislado ou não. Além disso, também gera polêmica a discussão sobre a anistia de multas geradas durante a paralisação dos caminhoneiros, em maio.
O texto de Terra não cita o valor dos pisos de preço do frete. Determina que eles serão calculados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), levando em conta o tipo da carga, a distância, o preço do diesel e os custos de pedágio.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia