Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

Notícia da edição impressa de 27/06/2018. Alterada em 27/06 às 01h00min

Fachin remete pedido de soltura de ex-presidente para plenário julgar

Em resposta a um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin enviou para o plenário decidir sobre um pedido de liberdade ou de substituição da prisão por medidas cautelares, como prisão domiciliar. Não há data para a corte julgar o pedido. Na próxima semana começa o recesso forense.
A defesa de Lula pediu ao Supremo para suspender os efeitos de sua condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) até o julgamento final do recurso extraordinário - tipo de recurso que tramita no STF.
Na sexta-feira, o TRF-4 negou a admissibilidade do recurso extraordinário de Lula. Diante da decisão, ainda na sexta-feira, o ministro Fachin desmarcou o julgamento do pedido de Lula para suspender os efeitos de sua condenação, previsto para esta terça-feira.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia