Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de junho de 2018.
Dia do Aeroviário.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Memória

20/06/2018 - 14h55min. Alterada em 20/06 às 17h37min

Memorial Prestes funciona com restrições de dias e horários em Porto Alegre

Local está aberto apenas em fins de semana; visitas em outros dias devem ser agendadas

Local está aberto apenas em fins de semana; visitas em outros dias devem ser agendadas


IVO GONÇALVES/PMPA/JC
Carlos Villela
Quase oito meses após a inauguração oficial, o Memorial Luiz Carlos Prestes funciona em dias restritos e em horários reduzidos. Inaugurado em outubro passado após um processo de 27 anos de construção, o local só pode ser visitado aos sábados e domingos à tarde e com agendamento prévio nos demais dias. 
De acordo com Edson Ferreira dos Santos, presidente do Instituto Olga Benário, responsável pela administração, o funcionamento atual não é estava no plano original de acesso ao público. Santos diz que há pendências no convênio firmado com a Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que construiu o prédio, como algumas adequações que precisam ser finalizadas para garantir as condições de abertura diária.
Entre os ajustes, estão reparos na pintura e reforma em uma das rampas de acesso. Já a despesa com energia  elétrica será bancada pelo memorial, cuja administração está estudando como arrecadar verbas contínuas para cobrir este gasto.
O presidente do instituto informa que um cronograma regular de atividades será divulgado no fim de outubro, para marcar um ano da inauguração. Já o funcionamento diário não está nos planos. “Nunca vai ter um horário de funcionamento comercial porque não tem demanda para isso”, diz Santos.

Construção foi feita em conjunto com FGF

O projeto para a construção de um memorial a Prestes, de autoria do então vereador Vieira da Cunha (PDT), foi aprovado pela Câmara de Vereadores em 1990 logo após a morte do comunista. Em seguida, a Prefeitura doou o terreno para a construção da obra, localizado na esquina das avenidas Ipiranga e Edvaldo Pereira Paiva. O projeto arquitetônico de Oscar e Paulo Sérgio Niemeyer foi cedido gratuitamente à cidade por conta da amizade pessoal do arquiteto com Prestes. Em 1998 foi erguida a pedra fundamental.
Os acertos definitivos para a execução, contudo, ocorreram apenas em 2008. A obra foi teve início após um acordo com a Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Sem sede própria e com interesse de construir uma antes da realização da Copa do Mundo em Porto Alegre, articulou com os responsáveis pelo memorial uma troca: o Memorial cederia metade do terreno destinado ao Memorial para levantar sua sede, em troca a FGF tem que cobrir os custos de construção e de manutenção de forma vitalícia. Na prática, as obras tiveram início no ano de 2012.
No ano passado, meses antes da inauguração, o vereador Wambert Di Lorenzo (Pros) tentou emplacar um projeto que extinguiria o Memorial como uma homenagem a Prestes e em troca transformar em um memorial ao povo negro. O projeto, controverso, foi rejeitado pelo plenário.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
GENESIO PEDRO BONDAN 22/06/2018 09h42min
parabéns pela iniciativa