Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de maio de 2022.
Porto Alegre,
sexta-feira, 20 de maio de 2022.

Opinião

Compartilhar

Artigo

- Publicada em 03h00min, 20/05/2022.

Trabalhador rural é categoria essencial

Nelson Wild
Se o dia 1º de maio é dedicado a todos os trabalhadores, o 25 de maio é a data alusiva ao trabalhador rural. E sua importância cresce a cada dia, em especial nestes tempos de pandemia, quando se vê obrigado a ir para a linha de frente, muitas vezes desprovido de quaisquer proteções, seja em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ou mesmo uma simples máscara e álcool em gel para evitar a contaminação pelo coronavírus.
Se o dia 1º de maio é dedicado a todos os trabalhadores, o 25 de maio é a data alusiva ao trabalhador rural. E sua importância cresce a cada dia, em especial nestes tempos de pandemia, quando se vê obrigado a ir para a linha de frente, muitas vezes desprovido de quaisquer proteções, seja em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ou mesmo uma simples máscara e álcool em gel para evitar a contaminação pelo coronavírus.
O trabalho braçal que executa exige esforço físico, de sol a sol, numa atividade a céu aberto, sob as mais diferentes adversidades climáticas. A Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais no Rio Grande do Sul (Fetar-RS), que foi criada em 2015, defende de forma intransigente os trabalhadores assalariados rurais, em torno de 175 mil no Rio Grande do Sul, e luta por contrato formal, trabalho decente, salário digno e políticas públicas.
Esses homens e mulheres atuam no anonimato e sequer têm o reconhecimento ou valorização de patrões, políticos ou governantes, em todas as esferas do poder. E não esqueçam que, final de contas, é o trabalhador rural quem faz funcionar a engrenagem no campo, uma vez que se o agronegócio e a agricultura vão bem, lá na ponta está o assalariado rural, uma mão de obra imprescindível e fundamental em todas as ocasiões, mesmo com a inovação tecnológica.
O Dia do Trabalhador e da Trabalhadora Rural foi criado pelo Decreto de Lei nº 4.338, de 1º de maio de 1964. A data foi escolhida em decorrência da morte do deputado federal Fernando Ferrari (1921-1963) no dia 25 de maio. Ele foi um dos principais defensores dos direitos dos trabalhadores rurais, e sua morte acabou se tornando uma data especial para a luta dos profissionais da classe.
A Fetar-RS e a Confederação Nacional dos Trabalhadores Assalariados Rurais (Contar) lutam por uma política nacional específica para a categoria, a qual esperamos que retorne com o próximo governo. Além disso, pela manutenção de direitos e contrários à flexibilização da legislação trabalhista, o uso excessivo de agrotóxicos, as pulverizações aéreas, o trabalho informal, entre inúmeros outros desafios para uma luta contínua.
Presidente da Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais no RS
 
Comentários CORRIGIR TEXTO