Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Opinião

- Publicada em 16 de Maio de 2022 às 17:38

Mulheres no agro

O agronegócio tem um papel muito importante na economia do País e foi responsável por 26% do PIB brasileiro em 2020. Recentemente, tive o privilégio de participar de um painel sobre as mulheres no agronegócio. Um momento ímpar para refletirmos sobre a presença feminina no campo e para entendermos os avanços e desafios envolvendo a mulher rural.
O agronegócio tem um papel muito importante na economia do País e foi responsável por 26% do PIB brasileiro em 2020. Recentemente, tive o privilégio de participar de um painel sobre as mulheres no agronegócio. Um momento ímpar para refletirmos sobre a presença feminina no campo e para entendermos os avanços e desafios envolvendo a mulher rural.
O número de mulheres na agropecuária tem crescido significativamente, desde a operação do maquinário até à gestão do negócio. Elas comandam cerca de 20% dos estabelecimentos rurais. Cada vez mais capacitadas, sabem que para uma agricultura e pecuária de alta performance, investir em inovação e tecnologia é fundamental.
Da porteira para dentro, as mulheres estão assumindo protagonismo, conquistando espaços e desempenhando funções essenciais para a atividade, seja na organização, na operação de máquinas, no laboratório, no comando da lavoura. O trabalho delas no agronegócio é completo e dinâmico e, cada vez mais seguras, elas estão executando com perfeição tarefas que até então eram desempenhadas pelos homens.
Mas os desafios são grandes. De acordo com o último Censo Agro, são 946 mil mulheres que trabalham como produtoras, o que representa 19% do total, superando os 13% registrados em 2006. São também menos de 20% o percentual de mulheres que atuam como diretoras ou chefes nas empresas do setor.
Embora essa realidade esteja sendo transformada, precisamos de programas que incentivem as mulheres a ocuparem mais postos de trabalho no agro, dando visibilidade aos projetos de sucesso, aumentando a capacidade de treinamento e do acesso ao crédito de forma igualitária, para que os investimentos em equipamentos, processos e capacitação de profissionais possam seguir na mesma proporção que a dos homens.
A força e o talento feminino nas mais diversas áreas da agropecuária brasileira são uma combinação perfeita para aumentar a produtividade, lucratividade e sustentabilidade.
Jornalista
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO