Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 17 de novembro de 2021.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 14h33min, 17/11/2021.

Sem preço não há negócio, salvo doação

Nadir Silveira Dias
Sem preço não há negócio, salvo de doação. Pois é, as pessoas estão cada vez mais loucas, despudoradas, despreparadas e sonhadoras. Sim, pois não há dia em que não se receba pela mídia impressa, mídia falada, mídia televisada e mídia eletrônica uma oferta qualquer de qualquer coisa sem que nela conste o preço dessa coisa ofertada.
Sem preço não há negócio, salvo de doação. Pois é, as pessoas estão cada vez mais loucas, despudoradas, despreparadas e sonhadoras. Sim, pois não há dia em que não se receba pela mídia impressa, mídia falada, mídia televisada e mídia eletrônica uma oferta qualquer de qualquer coisa sem que nela conste o preço dessa coisa ofertada.
Os loucos querem que aquele que recebe a oferta logue-se aqui ou acolá para que ele possa vender. Ele pode vender! Isso é absurdo! Que vá tomar tenência! Que vá tomar juízo! Chega de inversões! Quem quer vender tem que dizer o preço da coisa que oferece. É obrigado a dizer o preço! Ou é doação! E se não é doação é prática de crime de lesa consumidor ou provável consumidor. E ainda por cima mata clientela que poderia se interessar, caso nela estivesse o preço.
A ideia parece mesmo ser a de embrulhar e colher frutos de inverdades, como por exemplo, ofertar por um preço e ao fechar a conta com o pagamento aparecer outro valor diferente da oferta e, pagamento feito, quem vendeu desaparece e nenhum contato mais se consegue com quem vendeu. Até porque, como dito, a oferta vem pronta, quem quer adere, compra e paga. Se algo deu errado, o produto não entregue, entregue produto diverso, o prejuízo é patente. Veja-se, por exemplo, o site Reclame Aqui.
Precisa mais?
Jurista, escritor e jornalista
Comentários CORRIGIR TEXTO