Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de setembro de 2021.
Dia do Administrador e do Médico Veterinário.
Porto Alegre,
quinta-feira, 09 de setembro de 2021.

Opinião

Compartilhar

ARTIGOS

- Publicada em 03h00min, 09/09/2021.

Mais segurança no campo

Delegado Ranolfo Vieira Júnior
O trabalho de homens e mulheres no campo é um orgulho para os gaúchos. O Rio Grande do Sul é referência mundial em produtividade e inovação, além de exemplo de força no cooperativismo. Todo esse esforço é refletido em resultados expressivos para a economia e está em evidência na 44ª Expointer, a maior vitrine da agropecuária gaúcha.
O trabalho de homens e mulheres no campo é um orgulho para os gaúchos. O Rio Grande do Sul é referência mundial em produtividade e inovação, além de exemplo de força no cooperativismo. Todo esse esforço é refletido em resultados expressivos para a economia e está em evidência na 44ª Expointer, a maior vitrine da agropecuária gaúcha.
Mas, além da bravura e da resiliência dos produtores, outros fatores também são essenciais para o sucesso, como infraestrutura, financiamentos acessíveis e políticas públicas efetivas. Uma das questões mais importantes é a segurança pública. Garantir mais tranquilidade ao agricultor e ajudar a proteger o seu patrimônio reflete em mais qualidade de vida e melhores resultados no campo.
Por isso, essa área tem tido nossa permanente atenção. Somos um governo de evolução e uma das nossas ações foi dar continuidade ao trabalho iniciado em 2018, relacionado à criação das Delegacias Especializadas na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeatos (Decrab). Hoje, totalizamos quatro unidades em pontos estratégicos do nosso Estado.
Por meio do RS Seguro, definimos estratégias baseadas na integração das polícias, em inteligência e em investimento de qualidade. As reformas e a redução do custo da máquina pública, lideradas pelo governador Eduardo Leite, permitiram ampliar investimentos em viaturas, efetivo, armas e equipamentos. Dobramos o número de Batalhões de Polícia de Choque, passando de três para seis. São batalhões bem preparados e equipados que, entre outras missões, atuam no combate à criminalidade nas áreas rurais.
Ações que têm nos ajudado a reduzir os indicadores de criminalidade. O número de abigeatos, por exemplo, caiu 26% nos primeiros seis meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2018. Foi o semestre com o menor número deste tipo de crime no RS na última década.
Não paramos por aí. Em algumas semanas anunciaremos novos investimentos para a segurança pública por meio do programa Avançar.
Quando lembro da afirmação "quando o campo vai bem, a cidade também vai", penso logo em outra premissa: a de que quando há mais segurança nas propriedades, ajudamos a girar a roda do desenvolvimento, contribuindo para melhorar a vida do agricultor e do pecuarista, aumentar a produtividade, gerar mais emprego e propiciar um futuro mais próspero para todo o Estado.
Vice-governador e secretário da Segurança Pública do RS
Comentários CORRIGIR TEXTO