Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de junho de 2021.
Dia da Indústria Gráfica.
Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de junho de 2021.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 15h09min, 24/06/2021.

Jurado no concurso

Manoel Valente Figueiredo Neto
Naturalmente, no meu particular profissional, mesmo que não venham a ser, os juristas sempre se preparam para compreender o fenômeno Justiça e para exercerem (ou criticarem) o patronato de juiz e jurado. Ainda não julguei nenhum caso como Estado-Juiz, deve ser incrível e ter momentos gloriosos. Porém, ser jurado, eleito pela sociedade civil organizada, também exige de mim a mesma seriedade e comprometimento.
Naturalmente, no meu particular profissional, mesmo que não venham a ser, os juristas sempre se preparam para compreender o fenômeno Justiça e para exercerem (ou criticarem) o patronato de juiz e jurado. Ainda não julguei nenhum caso como Estado-Juiz, deve ser incrível e ter momentos gloriosos. Porém, ser jurado, eleito pela sociedade civil organizada, também exige de mim a mesma seriedade e comprometimento.
Integrar a comissão de jurados no tradicional concurso da Festa da Uva, que escolhe a rainha e as princesas que conduzem o ritmo harmônico e alegórico de toda a região da Serra Gaúcha e do Sul do Brasil, me lisonjeia muito. É o concurso que conduz toda a rima que faz parte do encarar a vida de forma leve e mansa, se perfazendo em momentos memoráveis, e não se trata de apenas um concurso de beleza.
Estar entre os escolhidos pela alta comissão da sociedade caxiense, significa apresentar um perfil idôneo, incorruptível, dedicado e capaz de entender o alcance da beleza como elemento propulsor e transformador. Surpreso e, ao mesmo tempo, ciente de que seria grande a responsabilidade, eu deveria assumi-la.
Confesso que nunca me imaginei sendo jurado em concurso tão esplêndido, que faz parte de memórias afetivas fantásticas (*) e que representa com exatidão o sonho épico da Serra Gaúcha, representando os episódios heroicos da história viva dos povos que colonizaram essa região e sua articulação com os povos originários. Foi assim que aproveitei os momentos de lazer no decorrer dos dias para ler mais sobre as questões que permeiam a beleza e para conhecer os critérios técnicos que devem nortear todo bom jurado. Estou otimista e proporcionarei o meu melhor. Que seja feita a Justiça!
Muito obrigado pela confiança, Caxias do Sul. Sinto-me honrado em ser teu servidor, teu Registrador de Imóveis. Conte comigo!
(*) No ano de 1989, meus pais Hélio Araújo e Rita Neuma Figueiredo, estiveram em Caxias do Sul, na Festa da Uva, representando o Estado do Maranhão. Quando chegaram em casa da viagem, com lembranças e presentes e muito encantamento, eu queria saber cada detalhe, e todos os acontecimentos. Essas belas histórias perpassaram por anos e anos em minhas ideias, em histórias narradas e cheias de fantasias, e hoje se encontram nas minhas melhores memórias afetivas que guardam admiração, respeito e comprometimento.
Jurista e Oficial Imobiliário da 2ª Zona de Caxias do Sul e professor Adjunto no Mestrado e Doutorado em Direito da Universidade de Caxias do Sul (UCS)
Comentários CORRIGIR TEXTO