Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Porto Alegre,
sexta-feira, 07 de maio de 2021.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 03h00min, 07/05/2021.

Respeito e responsabilidade no trânsito

Carlos José Antônio Kümmel Félix
Este ano de 2021 iniciou com muitas esperanças sobre vencer a pandemia e se preparar para o que o futuro nos reserva, especialmente às prováveis mudanças e seus impactos. Durante a pandemia, as cidades praticamente pararam.
Este ano de 2021 iniciou com muitas esperanças sobre vencer a pandemia e se preparar para o que o futuro nos reserva, especialmente às prováveis mudanças e seus impactos. Durante a pandemia, as cidades praticamente pararam.
O movimento reduzido ao indispensável, ruas vazias, sem veículos e pessoas, medo do desconhecido e receio da contaminação. Mais de um ano se passou e a sociedade busca forças para superar a crise, no avanço da vacinação e retorno às possíveis condições de trabalho e renda, a despeito das incertezas.
O "novo" mundo é uma incógnita, impondo obstáculos e desafios. Soluções como "home office", uso intensivo da tecnologia e da inteligência, além da demanda por soluções mais humanas.
Evidenciou-se a prioridade a ser dada às melhores condições de vida, de respeito ao meio ambiente e promoção da justiça social. Também, da necessidade de reorganização funcional da sociedade, principalmente dos transportes e da mobilidade urbana.
O isolamento e as restrições coletivas despertaram nas pessoas um maior uso dos espaços urbanos, como parques públicos, para caminhar e correr, andar de bicicleta, ou simplesmente desfrutar de espaços verdes, livres e seguros, fundamentais para a saúde e qualidade de vida nas cidades. Experimentou-se, por pouco tempo, melhora na qualidade do ar, ganho de tempo com viagens mais curtas e a redução do número de acidentes e óbitos, que podem ser perdidos com o retorno da poluição ambiental, extensos congestionamentos e aumento da acidentalidade.
Temos que definir estratégias para priorizarmos os modos mais sustentáveis e seguros nas viagens para o trabalho, estudos, para a vida, enfim, quando se voltar ao "normal".
Para enfrentar a pandemia contamos com a ciência e o conhecimento, associado ao heróico trabalho do pessoal da saúde e da rede de suporte à vida. Com a graça divina e esperança seguiremos priorizando o essencial: assistência à saúde, condições alimentares e de segurança, além da família e amigos.
Para defender a vida no trânsito nossa vacina também existe: atitude, gentileza, respeito e responsabilidade - tema do Maio Amarelo 2021, promovido pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) e assumido pela sociedade.
Entre os muitos desafios existenciais que temos, é tempo de manifestar educação: praticar respeito e responsabilidade no trânsito. Por um mundo melhor!
Observador ONSV, Universidade Federal de Santa Maria/RS
 
Comentários CORRIGIR TEXTO