Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 03h00min, 13/01/2021.

2021 será um ano melhor

Franciane Bayer
O ano de 2020 talvez tenha sido o mais desafiador de todos os tempos. A pandemia levou vidas, empregos, fechou empresas e fez com que o mundo parasse. Os impactos gerados pelo coronavírus em diferentes áreas das nossas vidas ainda serão sentidos por um longo tempo. Foi um ano marcado por decisões difíceis, diante de tantas incertezas. Ninguém estava preparado para lidar com uma pandemia de tamanha proporção, mas tenho a certeza de que cada um deu o seu melhor. Trabalhamos incansavelmente para minimizar os impactos desta crise sem precedentes, sempre com o compromisso de priorizar a vida.
O ano de 2020 talvez tenha sido o mais desafiador de todos os tempos. A pandemia levou vidas, empregos, fechou empresas e fez com que o mundo parasse. Os impactos gerados pelo coronavírus em diferentes áreas das nossas vidas ainda serão sentidos por um longo tempo. Foi um ano marcado por decisões difíceis, diante de tantas incertezas. Ninguém estava preparado para lidar com uma pandemia de tamanha proporção, mas tenho a certeza de que cada um deu o seu melhor. Trabalhamos incansavelmente para minimizar os impactos desta crise sem precedentes, sempre com o compromisso de priorizar a vida.
No Rio Grande do Sul, por décadas gastamos mais do que era arrecadado. Escolhas que colocaram nosso Estado em uma crise financeira sem muitas saídas nos últimos anos, sem recursos para investirmos nos serviços essenciais para a população - como saúde, educação e segurança - e para pagar em dia os salários do funcionalismo público.
Com a pandemia, a situação econômica agravou ainda mais, registrando uma queda de 13,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2020 em relação ao trimestre anterior. Mas com coragem, responsabilidade e confiança no potencial da nossa terra e da nossa gente vencemos o ano e vamos vencer os desafios de 2021.
Sabemos que o equilíbrio fiscal e a retomada dos investimentos são um processo que não acontece de uma hora para outra, não há milagres ou soluções fáceis. Trabalhamos com coerência para reduzir despesas, combater privilégios e ajudar o Estado. Não iremos solucionar todos os problemas neste ano, mas acredito que 2021 será decisivo para a retomada dos investimentos.
Estaremos atentos, fiscalizando e cobrando para que os recursos oriundos das reformas comecem a ser investidos em serviços para a população que mais precisa.
Por fim, espero e desejo que em 2021 tenhamos saúde física e econômica, e que possamos enfrentar o ano e os desafios com otimismo. Que possamos comemorar a retomada da economia. E que o legado de solidariedade deixado pela pandemia em 2020 nos acompanhe em todos os dias deste novo ano. 2021 será um ano melhor!
Deputada estadual (PSB)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO