Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de novembro de 2020.
Dia do Hoteleiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 09 de novembro de 2020.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 03h00min, 09/11/2020.

O peso da ausência

Carlos Henrique Schmidt
Enquanto acompanhamos a tentativa de recuperação da economia do nosso País, existe um setor que, mesmo na ânsia de se reerguer, esbarra em um desafio muito maior. Nossos hotéis esperam por seus hóspedes, estes hóspedes aguardam por novas oportunidades e as novas oportunidades só chegam com incentivo, com garantias e com um verdadeiro novo ecossistema.
Enquanto acompanhamos a tentativa de recuperação da economia do nosso País, existe um setor que, mesmo na ânsia de se reerguer, esbarra em um desafio muito maior. Nossos hotéis esperam por seus hóspedes, estes hóspedes aguardam por novas oportunidades e as novas oportunidades só chegam com incentivo, com garantias e com um verdadeiro novo ecossistema.
Se anteriormente já tínhamos deficiências no polo turístico do Rio Grande do Sul, e especialmente de Porto Alegre, agora o desafio dobrou. Nossa conta não fecha porque não depende somente de nossos esforços e de nossos hotéis 100% seguros - com processos sanitários rigorosos implementados desde o mês de março. Dependemos de fatores muito maiores, de uma verdadeira engrenagem.
Sentimos o peso da ausência de nossos clientes, que se hospedavam seja em uma viagem a negócios, uma viagem para eventos - e aqui entra o fomento à captação de eventos médicos e de outras áreas -, a passeio - e aqui entra o potencial turístico da capital gaúcha e tantos projetos que não saem do papel -, ou para outras finalidades. O que importa é que em um novo ecossistema econômico ideal, todas essas áreas caminham juntas para ascensão. Com isso, cresce nossa rede hoteleira, mas crescem também nossos restaurantes, nosso comércio e toda a rede que depende dessa movimentação.
Para muitos, essa pauta não é novidade, mas embarcamos no dito "novo normal", já que tantos setores tiveram de se reinventar e a hotelaria também não parou: tivemos de buscar novos serviços, diferentes formas de otimizar e rentabilizar nossos espaços, mas a nossa caminhada não é solitária. Precisamos de bem mais e precisamos da ação de muitos.
Essa reflexão, proporcionada pelo ensejo do nosso Dia do Hoteleiro, é a nossa forma de manifestar: estamos aqui, acreditando em nossos negócios. Então, acreditem no turismo. Acreditem na cidade. Acreditem que é possível fazer uma Porto Alegre ativa, que se move, que recepciona e que atrai.
Nossos hotéis estão prontos, com vontade e expertise em segurança para substituir o peso de toda essa ausência pela tranquilidade da presença constante do público.
Presidente do Sindicato de Hotéis de Porto Alegre
Comentários CORRIGIR TEXTO