Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 20 de maio de 2020.

Opinião

CORRIGIR

Artigos

Alterada em 20/05 às 03h00min

As CDLs e a reconstrução do varejo

Aljaci Britto, Cladimir Coppini e Marcio Farias Martins
O movimento lojista em nível nacional nasceu a partir da associação de empresários do varejo em torno de uma Câmara de Dirigentes Lojistas, há 65 anos. Foi o estopim para o surgimento do associativismo no setor de forma robusta e voltado ao enfrentamento e superação dos mais variados desafios e obstáculos.
O movimento lojista em nível nacional nasceu a partir da associação de empresários do varejo em torno de uma Câmara de Dirigentes Lojistas, há 65 anos. Foi o estopim para o surgimento do associativismo no setor de forma robusta e voltado ao enfrentamento e superação dos mais variados desafios e obstáculos.
O associativismo lojista tem nos ajudado a vencer inúmeras batalhas ao longo dos anos. Os valores sólidos que nos guiam, servem de estímulo para que cada entidade desempenhe seu papel representativo da maneira mais efetiva possível.
Neste momento em que o Rio Grande do Sul, o Brasil e o mundo enfrentam uma crise que atinge saúde e economia de forma nunca antes vista, a Federação das Câmaras de Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) entende que cada Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) transformou-se em um núcleo fundamental para o enfrentamento da instabilidade econômica, política e social que assola o nosso País.
As CDLs acolhem, entendem e traduzem os anseios de todos os empresários que estão inseridos nessa fantástica aventura que é ser varejista. São as CDLs que transformam essas necessidades nas demandas do segmento e que buscam atendê-las com qualificação e dignidade. Temos, no Rio Grande do Sul, um setor varejista de extrema qualidade, e isso, em grande parte, se deve ao trabalho profícuo das CDLs. É nelas que cada empresário do varejo, seja de micro, pequeno, médio ou grande porte, tem voz.
Então, o momento atual requer que as nossas CDLs sigam atuantes na defesa do setor produtivo em suas cidades. Em nível estadual, a FCDL-RS está buscando, de todas as formas, mostrar aos órgãos competentes os imensos obstáculos que o comércio está tendo e terá pela frente.
A representatividade das CDLs e da FCDL-RS nunca foi tão necessária. E não apenas para as empresas associadas, mas para o ambiente de negócios como um todo. O momento pede que estejamos unidos na defesa dos interesses coletivos e setoriais, pois o grande protagonismo do varejo na geração de emprego e renda não pode ser deixado de lado.
A FCDL-RS conta com cada uma de suas CDLs afiliadas para colocar em prática aquilo que sempre defendemos, qual seja, a boa representação e o fortalecimento do varejo gaúcho. É fundamental que estejamos mobilizados e motivados para vencermos mais uma dura batalha e que tenhamos força para seguir em frente com trabalho, dignidade, honrando o compromisso que temos com nossos associados. Vamos, juntos, redobrar esforços para reconstruir o varejo.
Junta Governativa da FCDL-RS
 
CORRIGIR
Comentários