Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de abril de 2020.
Dia da Mentira.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de abril de 2020.

Opinião

CORRIGIR

Editorial

Edição impressa de 01/04/2020. Alterada em 01/04 às 03h00min

O Ministério da Saúde e o combate à Covid-19 no País

Não restam dúvidas de que a condução do Ministério da Saúde na crise do coronavírus está bem feita. É importante seguir as orientações técnicas das autoridades médicas, tendo à frente o ministro Luiz Henrique Mandetta e seus colaboradores diretos.
Não restam dúvidas de que a condução do Ministério da Saúde na crise do coronavírus está bem feita. É importante seguir as orientações técnicas das autoridades médicas, tendo à frente o ministro Luiz Henrique Mandetta e seus colaboradores diretos.
O que tem que ficar claro é que o isolamento social, ditado pelo Ministério da Saúde como medida de prevenção, é importante, principalmente para as pessoas de maior risco.
Ressalve-se que isso não implica, não como alguns tentam fazer, em uma escolha entre a saúde da população e a economia.
As medidas na área econômica já foram dadas e devem entrar em aplicação prática nos próximos dias, ressaltando a parcela de
R$ 600,00, que tem de chegar logo aos beneficiados, trabalhadores informais ou temporários.
A opinião presidencial pediu que as decisões estaduais e municipais deveriam ser abrandadas. Busca algo de acordo com as futuras consequências pela paralisação horizontal, quando quase toda a atividade está bloqueada.
Não se pede que o peso maior, o de uma vida, não seja levado em conta. Não é isso e caso desejasse implantar a liberdade total, um decreto presidencial imporia o modelo.
Ponderadamente, o ministro Luiz Henrique Mandetta, neste quesito, pediu que as determinações estaduais e municipais fossem obedecidas, consideradas o melhor caminho por enquanto.
Com um linguajar acessível, claro e explicações convincentes, Mandetta conseguiu uma comunicação forte com a população.
Com suporte ao trabalho do seu ministério, Luiz Henrique Mandetta ampliará o alcance na área da saúde para obter resultados conforme a necessidade no combate à pandemia. Já são 8,7 milhões de idosos vacinados contra a gripe em todo o País até o início da semana. Isso representa 42,12% do total do público-alvo a ser alcançado.
E um trabalho conjunto da equipe do governo federal permitirá que as iniciais 500 mil doses de testes rápidos para o coronavírus sejam entregues na ponta do combate à moléstia - ao todo, serão 5 milhões de testes.
Vamos seguir as orientações e buscar soluções ao invés de conflitos, a fim de que a situação melhore.
Com a curva de casos do coronavírus achatada, o sistema de saúde poderá atender aos doentes, permitindo, assim que possível, a retomada das atividades de forma gradativa.
 
CORRIGIR