Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.

Opinião

CORRIGIR

Artigos

30/03/2020 - 16h57min. Alterada em 30/03 às 16h58min

Covid-19, trânsito e mortes

Joel Valmir Zanotelli
Em tempos de isolamento social em face da pandemia do coronavírus, com várias restrições à mobilidade, dentre elas o impacto no trânsito de veículos, me deparei com um questionamento: quem mata mais por dia, o Covid-19 ou o trânsito?
Em tempos de isolamento social em face da pandemia do coronavírus, com várias restrições à mobilidade, dentre elas o impacto no trânsito de veículos, me deparei com um questionamento: quem mata mais por dia, o Covid-19 ou o trânsito?
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o total de casos do coronavírus no planeta somava 416.686 até terça-feira (24/03), com 18.589 mortos vítimas do Covid-19.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 1,35 milhões de pessoas no mundo perdem a vida todos os anos, vítimas de acidentes de trânsito. Vale dizer que o trânsito mata todos os dias no mundo 3,7 mil pessoas.
No Brasil, segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM) temos 5 (cinco) mortes a cada hora, em acidentes de trânsito o que equivale a 120 pessoas por dia e 43.800 vítimas fatais por ano no trânsito. O custo com o tratamento e assistência das vítimas nos últimos 10 anos foi de R$ 3 bilhões ao SUS, estes são os dados mais recentes do Ministério da Saúde.
Observa-se que em apenas seis dias de trânsito normal no mundo, superamos todas as mortes por coronavírus desde o seu aparecimento.
Nesse contexto, é forçoso concluir que a verdadeira pandemia a ser tratada tão logo se contenha a covid-19, são as mortes causadas por acidentes de trânsito que se trata de uma arrasadora calamidade humana, que no entanto, até a presente data foi incapaz de parar o mundo!
Com a quarentena, estamos salvando mais vidas de pessoas que morreriam no trânsito do que aquelas que possivelmente seriam vitimadas ao contraírem o coronavírus.
Advogado e proprietário de Centro de Formação de Condutores
CORRIGIR