Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.

Opinião

Compartilhar

Artigos

- Publicada em 03h00min, 26/03/2020. Atualizada em 03h00min, 26/03/2020.

Porto Alegre, 248 anos de desafios

Gustavo Paim
Da Freguesia de São Francisco de Porto dos Casais a Porto Alegre, a capital dos gaúchos chega aos seus 248 anos com uma viva, rica e vibrante história. Dos 60 casais de açorianos que aqui chegaram aos mais de 1,4 milhão de habitantes de hoje em dia, os porto-alegrenses são testemunhas de uma jornada marcada por muitos desafios - que, um a um, fomos superando.
Da Freguesia de São Francisco de Porto dos Casais a Porto Alegre, a capital dos gaúchos chega aos seus 248 anos com uma viva, rica e vibrante história. Dos 60 casais de açorianos que aqui chegaram aos mais de 1,4 milhão de habitantes de hoje em dia, os porto-alegrenses são testemunhas de uma jornada marcada por muitos desafios - que, um a um, fomos superando.
Nossa cidade foi palco de combates e batalhas. A Ponte da Azenha marca um ponto crucial da Revolução Farroupilha, em 1835. Por sua resistência aos cercos dos rebelados, foi reconhecida como Leal e Valerosa. Aqui também acompanhamos, com relevante papel, a Guerra do Paraguai e a Revolução Federalista.
As intempéries naturais também exigiram muito de nós em diferentes momentos, como na famigerada enchente de 1941, que desabrigou dezenas de milhares de porto-alegrenses. Epidemias da cólera, em 1855, e da gripe espanhola, nos idos de 1918, custaram vidas, mas trouxeram muitos aprendizados.
Agora, às portas de seus 248 anos, nossa cidade enfrenta mais um desafio, de escala local e mundial: o novo coronavírus. É um aniversário diferente, com menos motivos de comemoração e mais razões para reflexão, responsabilidade e empatia. Ao mesmo tempo em que se necessita isolamento e distanciamento social para conter o avanço do vírus, os porto-alegrenses se unem e se solidarizam em prol da capital e de seus cidadãos.
O enfrentamento da pandemia não é fácil, mas Porto Alegre não está medindo esforços nessa batalha. E nessa luta, saúdo especialmente os diferentes atores da sociedade civil que têm contribuído de maneira protagonista no combate ao vírus. Profissionais da saúde, da segurança, da assistência social, empresários, trabalhadores em geral. Todos no mesmo espírito e fazendo sua parte.
Assim como tantos desafios, este também será superado. E nossa Porto Alegre, forjada por tantas mãos, mesmo com as marcas que ficarão, sairá ainda mais forte, solidária e generosa. Celebremos, de nossas casas, a força desta cidade que é nosso lar. A história registrará mais um ano de uma cidade resiliente e moldada por um povo trabalhador e fraterno.
Vice-prefeito de Porto Alegre (PP)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO