Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 03 de março de 2020.
Dia do Meteorologista.

Jornal do Comércio

Opinião

CORRIGIR

Artigos

Alterada em 03/03 às 03h00min

Aprender para bem empreender

Felipe Homem
O Brasil é considerado um "país de empreendedores", segundo o relatório Brazil Digital Report de 2019, realizado pela consultoria McKinsey em parceria com o movimento Brazil at Silicon Valley. Atualmente, o País registra 52 milhões de empreendedores, ou seja, a cada cinco adultos brasileiros, dois são donos de seu próprio negócio, de acordo com a Global Entrepreneuership Monitor (GEM), pesquisa encomendada pelo Sebrae.
O Brasil é considerado um "país de empreendedores", segundo o relatório Brazil Digital Report de 2019, realizado pela consultoria McKinsey em parceria com o movimento Brazil at Silicon Valley. Atualmente, o País registra 52 milhões de empreendedores, ou seja, a cada cinco adultos brasileiros, dois são donos de seu próprio negócio, de acordo com a Global Entrepreneuership Monitor (GEM), pesquisa encomendada pelo Sebrae.
As micro e pequenas empresas são responsáveis pela maior parte do movimento da economia, gerando 15 milhões de empregos e representando 98% dos estabelecimentos produtivos e 20% do PIB. Mas, ao mesmo tempo, seis em cada 10 empresas fecham em cinco anos de atividades de acordo com o IBGE. E o que preocupa é que a metade dos pequenos empreendedores que encerram seus negócios não sabem precisar se estavam tendo lucro ou prejuízo. Ou seja, nitidamente vemos que falta conhecimento sobre gestão.
Podemos atribuir isso ao fato de que muitas pessoas abrem seus próprios negócios sem terem noção sobre os conceitos básicos da administração, como ponto de equilíbrio, fluxo de caixa, estoque, entre outros, o que acaba levando um negócio promissor por água abaixo. Por isso, além de entender sobre seu ramo de atuação, é muito importante que o empreendedor se dedique também a aprender sobre administração e saiba aplicá-la em seu dia a dia. Certamente, isso vai ajudá-lo a organizar os processos e tornar a gestão mais profissional e eficiente, impactando diretamente nos resultados e no crescimento do seu negócio.
Atualmente, o acesso à educação de qualidade na área de Administração é cada dia mais facilitado. Começando pelos cursos técnicos que, além de terem menor duração do que os de Ensino Superior, podem ser realizados na modalidade on-line-EaD, o que facilita muito para quem está abrindo o seu próprio negócio. Outra vantagem de realizar um curso técnico nessa área é que o aluno tem contato com outros empreendedores, tendo a oportunidade de trocar experiências e aprender na prática sobre os desafios de gerir um negócio próprio. Um exemplo disso é a Escola Profissional Fundatec que, em parceria com o Sebrae, permite aos alunos do curso técnico em Administração acompanharem consultorias a micro e pequenas empresas. A formação da Fundatec também dá acesso ao registro no CRA-RS para os alunos que concluem o curso.
Sem contar que a área de atuação de um Técnico em Administração é muito extensa, ele pode atuar em qualquer área da sociedade em que haja a necessidade de administração de um negócio. Além disso, também pode atuar de forma autônoma, trabalhando com consultoria e treinamento em outras empresas.
Diretor da Escola Profissional Fundatec
 
CORRIGIR