Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 03 de março de 2020.
Dia do Meteorologista.

Jornal do Comércio

Opinião

CORRIGIR

Artigos

Edição impressa de 03/03/2020. Alterada em 03/03 às 03h00min

Porto Alegre em mutação

Nelcir Tessaro
Porto Alegre está mudando. Perceber tal transformação não é uma tarefa difícil para quem circula pela Capital e pode acompanhar as intervenções das diversas obras em andamento. Para exemplificar, podemos citar a revitalização da orla do Guaíba e da Usina do Gasômetro, que, juntas, devolverão aos porto-alegrenses um de seus mais importantes cartões postais.
Porto Alegre está mudando. Perceber tal transformação não é uma tarefa difícil para quem circula pela Capital e pode acompanhar as intervenções das diversas obras em andamento. Para exemplificar, podemos citar a revitalização da orla do Guaíba e da Usina do Gasômetro, que, juntas, devolverão aos porto-alegrenses um de seus mais importantes cartões postais.
Para além das grandiosas obras, que brilham aos olhos de todos, diariamente se tem pensado, e executado, intervenções fundamentais e que trarão melhorias de longo prazo, solucionando demandas que se arrastavam, causando transtornos a milhares de moradores da nossa cidade.
São inúmeras as transformações invisíveis que acontecem em nossa Capital. Você pode não vê-las, mas, elas avançam trazendo a modernização e as benfeitorias indispensáveis para que Porto Alegre possa de fato andar para frente.
É o caso da maior obra de macrodrenagem da nossa história, e do inédito investimento em requalificação asfáltica estrutural. A primeira refere-se ao conjunto de 26 obras de ampliação do sistema de macrodrenagem do Arroio Areia, nas zonas Leste e Noroeste. Já o segundo, as obras de recuperação estrutural nas camadas mais profundas do pavimento de importantes ruas e avenidas da Capital, aumentando em 10 anos sua vida útil. Ambas com investimentos de mais de R$ 100 milhões, minimizarão, uma, os problemas de alagamentos, e as outras, o dilema dos buracos nas vias.
São investimentos que só tornaram-se possíveis graças à recuperação de crédito junto às instituições financeiras, resultado das diversas reformas feitas nas finanças municipais. Trata-se de fazer gestão com responsabilidade. Não apenas com as contas públicas, mas com o futuro das gerações, o que não é um trabalho fácil. Sobretudo neste período de descrença para com a política e relações institucionais tão voláteis. Como cidadão porto-alegrense, é uma alegria poder prestigiar a nova e moderna Porto Alegre que vem surgindo.
Secretário adjunto de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Porto Alegre
 
CORRIGIR