Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Opinião

Compartilhar

Artigos

- Publicada em 03h00min, 31/01/2020. Atualizada em 03h00min, 31/01/2020.

O que atrai os Navegantes?

Dom Jaime Spengler
A Festa de Nossa Senhora dos Navegantes é uma das maiores expressões religiosas de Porto Alegre. Se, no passado, a tradicional procissão de Navegantes acontecia nas águas do Guaíba, hoje, por questões também de segurança, as pessoas, acompanhando a pé a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, percorrem os quilômetros que separam a Igreja do Rosário, no Centro Histórico, de onde ela tem início, até o seu Santuário, na Zona Norte da Capital.
A Festa de Nossa Senhora dos Navegantes é uma das maiores expressões religiosas de Porto Alegre. Se, no passado, a tradicional procissão de Navegantes acontecia nas águas do Guaíba, hoje, por questões também de segurança, as pessoas, acompanhando a pé a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, percorrem os quilômetros que separam a Igreja do Rosário, no Centro Histórico, de onde ela tem início, até o seu Santuário, na Zona Norte da Capital.
Fiéis de diversas proveniências acompanham a longa caminhada. Alguns o fazem por tradição, outros por piedade e outros ainda por curiosidade. A oração, o canto e o silêncio marcam o itinerário.
As pessoas caminham no asfalto quente - alguns descalços! Sentimentos diversos marcam os caminhantes.
Há quem olhe de longe, sem entender o que acontece. Não faltam os críticos. Não carecem sinais de intolerância e sincretismo religioso. Contudo, permanece uma questão: porque essa figura de mulher atrai tantas pessoas?
Quem é Maria de Nazaré, invocada como a Senhora dos Navegantes?
A mãe de Jesus atrai os fiéis por duas razões, em especial: porque veem nela um grande exemplo de ser humano, modelo de inúmeros predicados ou costumes que nos faltam hoje em dia: humildade, ternura, desapego, confiança, silêncio, oração, obediência. Nosso povo se reconhece em Maria.
Maria é uma mulher marcada pela história e cultura do seu povo, de fé, simples e solidária. Nela é possível perceber as duas principais estruturas do humano: a receptividade e a doação.
Sua simplicidade aponta para o sublime e nobre, sua aparente pequenez preserva grandeza e dignidade, sua opacidade indica o transparente.
Os que creem também seguem Nossa Senhora porque nela buscam sua intercessão junto a Deus para sofrimentos e desafios, pedidos e agradecimentos.
Ela soube guardar a ternura de Deus e ouvir os anseios do coração humano.
Com a sua maternidade ela mostra que a humildade e a ternura, o pedir e o agradecer, não são virtudes dos fracos, mas dos fortes.
É, talvez, esse dado que suscita tanta veneração e admiração.
Arcebispo metropolitano de Porto Alegre e primeiro vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
 
Comentários CORRIGIR TEXTO