Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigos

Edição impressa de 06/09/2019. Alterada em 06/09 às 03h00min

Juristas em ações?

Thiago Roberto Sarmento Leite
Em 19/08/95, um grupo de lidadores nos vários ramos das Ciências Jurídicas - sob os princípios cristãos e alicerçados no catolicismo - criou a Associação de Juristas Católicos/RS.
Em 19/08/95, um grupo de lidadores nos vários ramos das Ciências Jurídicas - sob os princípios cristãos e alicerçados no catolicismo - criou a Associação de Juristas Católicos/RS.
Nesse quarto de século tem congregado advogados (atuantes em diferentes setores públicos e privados); integrantes do Ministério Público (nos diversos níveis); membros da magistratura (de 1° e 2° graus, inclusive no Tribunal Superior de Justiça e no Supremo Tribunal Federal) e docentes (em diversificadas disciplinas nas faculdades de Direito e de outras áreas).
Também - muitos - com destacadas participações em entidades como: OAB; Instituto dos Advogados e outros Sodalícios; Santa Casa de Misericórdia/POA.
Também, em conselhos de empresas; clubes; associações; etc. Afora funções relevantes em distintas esferas dos Poderes Executivos e Legislativos.
Ainda, com colaborações (permanentes ou eventuais) em acreditados órgãos de imprensa formadores de opinião. Outrossim, como autores de valiosas obras lítero-sociojurídicas. Em outros estados, existem congêneres com vinculações de eminentes associados, com atuações de relevância, como no Rio de Janeiro e em São Paulo (onde realizado, na Academia Paulista de Letras, o 1º Congresso Nacional de Juristas Católicos). Entre os focos da AJC-RS: a busca incessante da correta aplicação da Ciência do Direito e a afirmação inquebrantável da ética no exercício da profissão; sempre inspirados e norteados pelo "Ensinamento Social da Igreja", no que respeita à defesa da vida e ao primado da cidadania.
Tudo em conformidade com o Estado Democrático de Direito. Em plena sintonia, aliás, a pregação do Papa Francisco na construção de pontes com outras correntes e consoante o preconizado pelo Conselho Mundial de Igrejas Cristãs.
É na busca permanente da colimação da Justiça que se consagram como princípios e metas o agir dos obreiros da AJC-RS.
Então, em momento tão crucial para a sociedade brasileira, não há como deixar de reconhecer sua expressiva contribuição em prol da consecução do equilíbrio e da Justiça Social. Em verdade, sim, cada vez mais devotados - os Juristas Católicos - à implementação de ações objetivando melhores dias para o Brasil!
Presidente da Associação de Juristas Católicos/RS, ex-juiz do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral/RS
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia