Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

Artigo

04/09/2019 - 14h00min. Alterada em 04/09 às 14h34min

10 anos de oportunidades

Luiz Henrique Hartmann
O mundo mudou, a economia se transformou, a sociedade tem novos (bons/maus) comportamentos, a indústria se reinventa para acompanhar. Talvez você não tenha se dado conta, mas toda essa onda de mudança vem cercada de oportunidades, chances imediatas que colocam cada ser humano a frente de suas próprias decisões.
O mundo mudou, a economia se transformou, a sociedade tem novos (bons/maus) comportamentos, a indústria se reinventa para acompanhar. Talvez você não tenha se dado conta, mas toda essa onda de mudança vem cercada de oportunidades, chances imediatas que colocam cada ser humano a frente de suas próprias decisões.
Neste sentido, questiono aqui a diferença que uma década faz na vida das pessoas. Lembra do recente desafio que viralizou na internet “10 years challenge?”. Enquanto pessoas e celebridades mostravam o antes e o agora, marcas aproveitaram para promover seus negócios e o terceiro setor levantou a bandeira de suas antigas lutas. E aí entrou forte o tema do meio ambiente.
Volto então à proposta do jogo de revisitar o passado - 2010 foi o ano em que aconteceu em Porto Alegre a primeira edição do Energiplast – Fórum de Reciclagem Energética de Resíduos Sólidos com Ênfase em Plásticos. Transformar plástico em eletricidade? Dar um novo destino para os resíduos? Analisar os programas de coleta seletiva? Revalorizar? Reciclar? Coprocessar? Sim, já se estudava isso há 10 anos. O evento despertou a curiosidade de especialistas, acadêmicos vieram em busca de conhecimento e empresários corriam atrás de novos negócios. De olhares curiosos surgiram tecnologias para separação de plásticos para reciclagem, modernos sistemas de lavagem do material pós-consumo. Cases reais começaram a ser apresentados e, em meio a tudo isso, foi aprovada a PNRS – Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Concorda agora que as mudanças vêm cercadas de oportunidades? Em 2019, completaremos 10 anos de realização contínua do Energiplast. Comemoraremos esse aniversário com o tema “Plástico: vida e energia”. Isso porque entendemos que muita coisa evoluiu, mas muito ainda tem a ser conquistado. O plástico está aí, cada vez mais presente e polêmico na vida das pessoas. Então vamos juntos fazer mais? Que estejamos conscientes e preparados. Proibir não resolve, mas educar sempre!
Coordenação do Comitê Sinplast de Reciclagem
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia