Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigos

Edição impressa de 06/08/2019. Alterada em 06/08 às 03h00min

Investir mais em turismo de eventos

João Carlos Nedel
A Copa América movimentou R$ 180 milhões na economia de Porto Alegre. Só com o ISS sobre os 170 mil ingressos comercializados, a prefeitura arrecadou R$ 1,7 milhão. Os hotéis tiveram taxa de lotação de quase 100%, e os turistas permaneceram, em média, um dia e meio na cidade. Uma pesquisa da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) mostrou que, no primeiro semestre de 2019, o Rio Grande do Sul foi a porta de entrada para 1,1 milhão de turistas internacionais, atrás, apenas, de São Paulo (2,2 milhões) e Rio de Janeiro (1,3 milhão). Além disso, Porto Alegre foi a quinta cidade mais procurada pelos visitantes, sendo o destino escolhido por 3,4% deles.
A Copa América movimentou R$ 180 milhões na economia de Porto Alegre. Só com o ISS sobre os 170 mil ingressos comercializados, a prefeitura arrecadou R$ 1,7 milhão. Os hotéis tiveram taxa de lotação de quase 100%, e os turistas permaneceram, em média, um dia e meio na cidade. Uma pesquisa da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) mostrou que, no primeiro semestre de 2019, o Rio Grande do Sul foi a porta de entrada para 1,1 milhão de turistas internacionais, atrás, apenas, de São Paulo (2,2 milhões) e Rio de Janeiro (1,3 milhão). Além disso, Porto Alegre foi a quinta cidade mais procurada pelos visitantes, sendo o destino escolhido por 3,4% deles.
Atualmente, o turismo é responsável por 6,59 milhões de empregos e por 7,9% do PIB nacional. De acordo com os dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), até 2028, a contribuição do setor para a economia do País deverá crescer em mais de 8%. Por abranger uma diversidade de serviços, o turismo incentiva investimentos desde a área de alimentação até infraestrutura, possibilitando geração de emprego e renda. Ou seja, é uma solução para melhorar as finanças e a estrutura dos municípios.
Porto Alegre é reconhecida pelo turismo de negócio. Está na hora de investir mais em turismo de eventos, promovendo, ao longo do ano, atividades que atraiam turistas, fomentem a ocupação dos espaços públicos e ofereçam opções de lazer aos porto-alegrenses. É o que a Frente Parlamentar de Turismo da Câmara Municipal (Frentur) está tentando fazer com a promoção de caminhadas que divulgam a Capital, mostrando suas belezas e potencialidades.
A Frentur já realizou o Caminho de Porto Alegre, com peregrinos vindos de mais de 40 municípios; o Caminho dos Santuários; e, no dia 10 de agosto, fará o Caminho Navegantes-IAPI, que celebra o Centenário do Santuário dos Navegantes e relembra toda a cultura do IAPI. Praça Shiga, largo Elis Regina e parque Alim Pedro serão alguns dos pontos que os participantes poderão contemplar, além de ter acesso a toda a história do bairro, que será contada pelos moradores do IAPI.
Caminhando, correndo ou de bicicleta, 300 pessoas irão conhecer e viver mais Porto Alegre. De graça e sem uso de dinheiro público. Esse é mais um passo para que a Capital se torne a Cidade dos Caminhos e tenha atrações e eventos durante todo o ano.
Vereador de Porto Alegre (PP)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia