Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de julho de 2020.
Dia do Despachante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 27 de julho de 2020.

Opinião

Compartilhar

artigo

- Publicada em 03h00min, 23/07/2019. Atualizada em 03h00min, 23/07/2019.

Transporte da Região Metropolitana

Mauro Pinheiro
Todo dia saio pela manhã da Zona Norte de Porto Alegre, onde resido, e me dirijo aos bairros mais centrais da cidade, observando com tristeza a mesma cena no trânsito: corredores ocupados com dezenas de ônibus de municípios da Grande Porto Alegre causando congestionamento e atrasando os trabalhadores e estudantes que precisam chegar aos seus destinos. Na outra via, as mesmas linhas de ônibus que retornam do Centro para a Região Metropolitana praticamente sem passageiros, em um evidente caso de desperdício.
Todo dia saio pela manhã da Zona Norte de Porto Alegre, onde resido, e me dirijo aos bairros mais centrais da cidade, observando com tristeza a mesma cena no trânsito: corredores ocupados com dezenas de ônibus de municípios da Grande Porto Alegre causando congestionamento e atrasando os trabalhadores e estudantes que precisam chegar aos seus destinos. Na outra via, as mesmas linhas de ônibus que retornam do Centro para a Região Metropolitana praticamente sem passageiros, em um evidente caso de desperdício.
Está mais do que na hora de os municípios entrarem em acordo para estabelecer uma integração do transporte público. Não há justificativa, em pleno final de segunda década do século 21, e tendo acesso aos inúmeros exemplos bem sucedidos de sistemas integrados em outras regiões metropolitanas, que Porto Alegre e as demais cidades que a circundam ainda sofram com esse problema.
É importante também a criação de mais terminais, onde os passageiros possam fazer integração para as linhas que já circulam na capital. Ao mesmo tempo, os próprios passageiros de Porto Alegre teriam mais opções em determinados trechos mais afastados das zonas centrais até chegar nos terminais de integração. Não precisariam esperar tanto, podendo usar as linhas que viriam da Região Metropolitana. Nas zonas mais centrais, haveria uma diminuição natural também do número de ônibus em circulação na área em todas as direções, melhorando o fluxo e otimizando o tempo e os custos de todo o sistema.
Do jeito que está todos perdem. Os usuários pagam passagens mais caras, pois está embutido no preço o custo de ônibus retornarem praticamente vazios para seus locais de origem. Na capital, o fluxo de veículos da zona central fica cada ano mais complicado devido à quantidade de ônibus que chegam, prejudicando todo o sistema viário para as demais regiões.
Como vereador de Porto Alegre em terceiro mandato e preocupado com a qualidade de vida do nosso cidadão, proponho o bom debate sobre esta questão para que alcancemos essa tão necessária integração entre os sistemas de transporte público da Região Metropolitana. O fluxo central da nossa capital precisa respirar. Não podemos pensar isoladamente. É um problema de todos os municípios. Logo, todos temos que buscar as efetivas soluções.
Vereador de Porto Alegre (Rede)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO