Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de novembro de 2018.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Edição impressa de 07/11/2018. Alterada em 07/11 às 01h00min

Não existe terceiro turno

Antônio Carlos de Carvalho Bacchieri Duarte
Passado o tempo das eleições iniciamos uma nova fase em nossas vidas. A fase da construção de um novo Brasil, que almejamos seja, sem corrupção, com um Estado menor, adequado as necessidades prioritárias da nossa população. Segurança, saúde e educação. A mensagem vitoriosa nas urnas foi essa. Agora, precisamos ajudar a reconstruir nosso País, fiscalizando as ações do governo e cobrando as promessas de campanha. Ao presidente eleito, cabe descer do palanque e governar todos os brasileiros, inclusive, aqueles que não votaram nele.
Muito trabalho e menos discursos, muita ação e menos discussão. Usar estes primeiros momentos de seu governo para aprovar as reformas tão necessárias para o futuro de nosso País. Afinal, se as urnas lhe deram uma maioria no Congresso, urge colocar em prática o desejo da maior parte de nossa população. Assim funciona a democracia. À oposição cabe a fiscalização dos atos do governo discordando quando achar necessário, porém, respeitando as autoridades constituídas, lembrando que não existe terceiro turno e que em dois anos teremos novas eleições e todos poderão colocar novamente no debate sua ideologia e seu conceito de como governar. A decisão será novamente pelo voto. A situação estadual em termos financeiros é dramática.
Necessário aprovar os projetos que já tramitam na Assembleia Legislativa, dar um voto de confiança a este jovem da Zona Sul e esperar que ele consiga colocar novamente o Estado no caminho do desenvolvimento. A composição da nova Assembleia demonstra que se não houver terceiro turno, conseguiremos aprovar o que é necessário para retomar o progresso. O Brasil e o Rio Grande do Sul escolheram um novo caminho. Vamos ajudar estes novos governantes, apoiando seus projetos com muita esperança e muita fé em dias melhores para todos.
Presidente da Câmara de Comércio de Rio Grande/RS
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia