Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 04 de outubro de 2018.
Dia do Barman e dia Mundial dos Animais.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

04/10/2018 - 01h00min. Alterada em 04/10 às 01h00min

Aprendizagem humanizada na saúde

Luciano Reolon
Apesar da humanização fazer parte do nosso vocabulário há décadas, a efetivação das suas práticas no cotidiano exige a compreensão do ser humano em sua integralidade. Humanizar também significa respeito à vida humana, junto dos princípios fundamentais de cidadania e justiça social e tem um reflexo fundamental na formação dos futuros profissionais da saúde. O desafio é ensinar pessoas sensíveis à vida e à saúde.
E como a educação pode cumprir essa tarefa de humanizar as relações na área da saúde? Além de dominar técnicas e métodos que fundamentam a atuação profissional, é necessário que o acadêmico saiba mobilizar esses conhecimentos científicos, transformando-os em atividades que realmente façam a diferença. Um exemplo de metodologia neste sentido é a Simulação, que permite o aprendizado e a tomada de decisão, com total segurança ao paciente.
De maneira inovadora e criativa, estimula o estudante a replicar experiências da vida real, aprimorando as competências de comunicação, habilidades cognitivas, psicomotoras, afetivas e comportamentais para que esteja pronto para essa realidade.
Precisamos ter na formação do profissional de saúde o espaço para a reflexão de práticas diferenciadas, um olhar para outras necessidades que vão além do físico, mas também é social, emocional e de relações. Este será um dos temas centrais do Laureate 2018 Programmatic Best Practices em Ciências da Saúde, que reúne esta semana, na UniRitter, mais de 100 professores, pesquisadores e especialistas da área da saúde de nove países e mais de 20 instituições da Laureate International Universities.
A universidade, espaço de saberes e da produção do conhecimento científico, tem papel fundamental ao educar os futuros profissionais da saúde de que o atendimento humanizado não é apenas procedimento, mas sim uma cultura.
Gerente da Escola de Ciências da Saúde da UniRitter
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia