Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

Artigos

24/07/2018 - 01h00min. Alterada em 24/07 às 01h00min

Exemplo de perseverança

Guido Hoff
Vivemos um dos momentos mais difíceis da história. E também um dos momentos de maior esperança. A sociedade passa por um período de descrença, fobia política e incertezas sobre o futuro. De coletivo esgotamento cultural, econômico, de exemplos e práticas, de ética. Porém, no coração dos vera-cruzenses há algo que nunca se esgota: a perseverança. Vera Cruz está mudando, superando gargalos históricos como o do Hospital Vera Cruz, que agora é administrado pelo Hospital Ana Nery.
Os vera-cruzenses estão acordando para o espírito público, a responsabilidade coletiva, o engajamento humanitário. Se quisermos uma Vera Cruz diferente temos que agir diferente. Como fizemos com a nova creche, cuja licitação será aberta na próxima sexta-feira. Um modelo inédito para prefeituras no País, que vai gerar economia e zerar a falta de vagas. E fizemos isso também nas obras e na agricultura. Após mais de 10 anos sem adquirir nenhum equipamento, o valor pago mensalmente para manutenção financiou novas máquinas. Já estão trabalhando: uma draga, uma patrola, uma retro e dois caminhões. Reativamos o britador e licenciamos uma cascalheira para dar condições de acesso à propriedade e de escoamento da produção. É incentivo à diversificação, que tanto se prega e pouco se vê investido pelos governos.
Protestos recentes mostraram a força da agricultura. Na mesa de quem produz não faltou alimento. Aliás, temos que aprender com quem mora no campo. Com quem segue a pé para a lavoura. Manda o filho de bicicleta até a escola. Isso é saúde, é vida, é economia. Como fizemos nas secretarias, nas viagens e até nas publicações oficiais. Sobra dinheiro que investimos na saúde, na qualidade do ensino, na geração de empregos e no sinal de internet para o interior. É acesso à informação e incentivo à permanência no campo.
Prefeito de Vera Cruz/RS
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia