A cooperação como fonte de vantagem competitiva e construção de marcas


Junico Antunes, CEO da PRODUTTARE Consultoria Junico Antunes, CEO da PRODUTTARE Consultoria

junico@produttare.com.br


Confiança e credibilidade parecem ser os conceitos centrais para um novo mundo onde as redes e relações interorganizacionais são cada vez mais importantes


O mundo do século XXI é caracterizado pela ´Sociedade em Redes´ - Manuel Castels. De forma mais ampla, as empresas podem adotar três formas diferenciadas de geração de valor: produzir internamente, comprar ou cooperar.
Produzir internamente implica na internalização das atividades da empresa. Comprar significa procurar no mercado os custos mais baratos compatíveis com as necessidades da empresa. Porém, é na ótica da cooperação que está um caminho fundamental para ampliar a competitividade das empresas.
Ideias seminais associadas ao tema podem ser encontradas no desenvolvimento amplo do Sistema Toyota de Produção, no que tange a sua cadeia de fornecedores. Um exemplo dos Ganhos Relacionais é quando uma empresa se relaciona com seus fornecedores ou clientes e desenvolvem uma atividade conjunta de melhoria. A pergunta é: ´quem deve se apropriar da geração de valor proveniente desta melhoria conjunta?´. Se o ganho econômico beneficiar somente uma das partes, geralmente a quem tem maior poder de barganha no negócio, qual será o interesse da outra parte em realizar novos desenvolvimentos e melhorias no futuro? Provavelmente, próximo de zero.
Porém, se estes ganhos – que só foram possíveis devido a relação de parceria entre as duas partes envolvidas – forem divididos, a história futura provavelmente será bem distinta. O ponto aqui é criar relações com futuro entre as organizações, o que implica em dividir os Ganhos Relacionais visando gerar o mais importante: a confiança. A partir da confiança, é possível adotar uma lógica de cooperação sustentável ao longo do tempo, ou seja, com uma perspectiva de longo prazo. Este é o caminho para constituir formas de cooperação visando aumentar a competitividade das organizações envolvidas.
Confiança e credibilidade parecem ser os conceitos centrais para um novo mundo onde as redes e relações interorganizacionais são cada vez mais importantes. Neste contexto, por exemplo, o papel de empresas de consultoria que veem na cooperação a expressão mais importante do desenvolvimento sustentável na atualidade é pensar a partir de óticas tais como: ´nosso negócio é melhorar os resultados e o valor de sua empresa´ ou ´produzindo inteligência junto com você para sua empresa competir´. E a cooperação pode se dar em diferentes atividades, tais como Recursos Humanos, Desenvolvimento de Produtos, Desenvolvimento de Processo, Logística e a Cadeia de Fornecedores´. Oportuno destacar, ainda, que confiança e credibilidade, compõem os pilares para construção de marcas vencedoras.
Finalmente, e a título de síntese, a parceria entre marcas contribui para a conquista de valor e credibilidade no mercado. A cooperação é um caminho para a geração de confiança e a obtenção contínua de mais e mais ganhos relacionais, consequentemente, para o fortalecimento destas marcas.
Publicado em 29/03/2019.