OLÁ, ASSINE O JC E TENHA ACESSO LIVRE A TODAS AS NOTÍCIAS DO JORNAL.

JÁ SOU ASSINANTE

Entre com seus dados
e boa leitura!

Digite seu E-MAIL e você receberá o passo a passo para refazer sua senha através do e-mail cadastrado:


QUERO ASSINAR!

Cadastre-se e veja todas as
vantagens de assinar o JC!


Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
MUNICÍPIOS Notícia da edição impressa de 03 de Junho de 2022.

Esteio traça plano para tirar pessoas de situação de pobreza extrema

Meta do município é ter, até o ano que vem, toda a população com renda acima de R$ 105,00 por mês

Meta do município é ter, até o ano que vem, toda a população com renda acima de R$ 105,00 por mês


/GILMAR LUÍS/ARQUIVO/CIDADES
Agências
A prefeitura de Esteio iniciou um trabalho para superar a extrema pobreza na cidade. O prefeito Leonardo Pascoal instituiu o Comitê de Superação da Extrema Pobreza e a ideia é que, dentro de um ano, nenhum morador da cidade viva com renda abaixo de R$ 105,00 por mês. Uma das estratégias para atingir esse objetivo será a reedição do Programa Renda Certa, que prevê a transferência de renda, com valores a partir de R$ 200 a pessoas em vulnerabilidade que não estejam inseridas no Auxílio Brasil.
A prefeitura de Esteio iniciou um trabalho para superar a extrema pobreza na cidade. O prefeito Leonardo Pascoal instituiu o Comitê de Superação da Extrema Pobreza e a ideia é que, dentro de um ano, nenhum morador da cidade viva com renda abaixo de R$ 105,00 por mês. Uma das estratégias para atingir esse objetivo será a reedição do Programa Renda Certa, que prevê a transferência de renda, com valores a partir de R$ 200 a pessoas em vulnerabilidade que não estejam inseridas no Auxílio Brasil.
Segundo o prefeito, a projeção, com base nos dados do Cadastro Único do governo federal, é de que 649 famílias esteienses devam ser beneficiadas pela iniciativa, totalizando 1.301 pessoas. "Nossa única preocupação, com essa decisão, é devolver a condição de subsistência dessas famílias ou indivíduos que hoje não conseguem garantir o mínimo necessário. Não queremos nenhum esteiense vivendo nessa condição e por isso estabelecemos um prazo curto, que é até o ano que vem", disse.
Pascoal explicou que primeiro passo após a instituição do comitê será uma triagem com visitas domiciliares para confirmar e atualizar dados e verificar se as famílias se encaixam nos requisitos de inclusão no programa. Os contemplados receberão auxílio mensal que varia de R$ 200,00, quando for apenas um indivíduo, a R$ 110 por morador, em caso de grupos familiares acima de seis pessoas. "O investimento anual na ação foi estimado em R$ 2,6 milhões. Nosso objetivo é que, nos próximos 12 meses, possamos acabar com a extrema pobreza em nosso município", afirmou o prefeito.
O valor será disponibilizado em um cartão magnético pela prefeitura aos beneficiários do programa. Ele poderá ser utilizado, exclusivamente, no comércio local para a compra de gêneros alimentícios, materiais de limpeza e higiene e medicamentos. Para permanecer no programa, os beneficiários deverão participar de cursos e formações voltados à inclusão produtiva, que serão organizados pela Prefeitura, e, no caso de terem crianças em casa, manter a frequência delas na escola, estar em dia com a cobertura das vacinas e cuidar que estejam com o peso adequado.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Leia também

Desde 1996 o Jornal Cidades dedica-se exclusivamente a evidenciar os destaques dos municípios gaúchos. A economia de cada região é divulgada no jornal, que serve também de espaço para publicação de editais de licitação. Entre em contato conosco e anuncie nessa mídia adequada e dirigida às Prefeituras de todo o RS.

Informações e anúncios - Fone: (51) 3221.8633
E-mail: [email protected]


www.jornalcidades.com.br