Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
EMPREENDEDORISMO Notícia da edição impressa de 10/05/2022. Alterada em 10/05 às 03h00min

Novo Hamburgo é a primeira cidade do interior do RS a receber plataforma estadual para abertura de empresas

A cidade de Novo Hamburgo é a primeira interior do Estado, a integrar o sistema Tudo Fácil Empresas. A partir de agora, abrir um negócio de baixo risco e empreender no município se torna ainda mais rápido e simples: o que antes demorava 10 dias agora pode ser feito de casa, no portal da Junta Comercial e em apenas 10 minutos.

O lançamento da plataforma ocorreu na tarde desta segunda-feira (9), no auditório do Centro Administrativo Leopoldo Petry, com a participação de autoridades estadual e municipal e representantes da Junta Comercial e do Sebrae-RS. A secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues

Paraskevi lembrou o ambiente positivo para investir implantado na cidade. "Em 2017, o tempo de espera para abrir uma empresa era de 480 dias; fomos reduzindo até chegar a estes 10 minutos", enfatizou.

Durante lançamento, houve uma demonstração de como utilizar a plataforma e os passos para a abertura de empresas individuais e Ltdas de baixo risco. O sistema analisa questões como viabilidade do endereço, liberação de licenças ambiental, sanitária e análise de bombeiros e conclui na criação do CNPJ junto à Receita Federal. A plataforma deve estar disponível a partir desta terça-feira (portalservicos.jucisrs.rs.gov.br/).

"Iremos lançar o programa em 32 cidades do interior do Estado. Novo Hamburgo foi a mais rápida de todas, fazendo a integração dos sistemas municipal e estadual e adequando sua legislação e processos. Por isso estamos começando por aqui", explicou Tomás Holmer, coordenador do DescomplicaRS da Secretaria Estadual de Planejamento, Governança e Gestão. Em seu discurso, Holmer destacou que o sistema beneficia atualmente 566 atividades, ou 70% do total, e que a proposta é aumentar para mais de 700, subindo para 80% do total.

Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO