Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
TURISMO Notícia da edição impressa de 10/05/2022. Alterada em 10/05 às 03h00min

Criação de polo para o geoturismo é debatida na região de Santa Maria

Integrantes de universidades e da prefeitura devem apresentar um projeto em evento no fim desta semana

Integrantes de universidades e da prefeitura devem apresentar um projeto em evento no fim desta semana


/Ariéli Ziegler/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Integrantes da prefeitura de Santa Maria participaram de uma reunião, na manhã de segunda-feira (9), na qual foi apresentado, de forma preliminar, o projeto "Polo de Geoturismo e Cultura: uma proposta de desenvolvimento para a região central do RS". A ideia foi estruturada pela Pró-reitoria de Extensão (PRE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O objetivo da iniciativa é estruturar e estimular uma cadeia turística entre os municípios da região central do Estado. O foco das ações será o turismo de natureza, de aventura, o ecoturismo, o turismo rural, o paleoturismo, e o turismo cultural, histórico e religioso. A UFSM atuará como uma articuladora entre iniciativa privada, poder público e sociedade.

Santa Maria foi colocada na explanação da UFSM como "a porta de entrada e conexão" para os territórios do Polo de Geoturismo e Cultura. O projeto contemplará, nesse primeiro momento, a região da Quarta Colônia de Imigração Italiana, Candelária, Caçapava do Sul e os municípios do projeto Raízes de Pedra (São Pedro do Sul, Mata, São Vicente do Sul, São Francisco de Assis, Jaguari e Nova Esperança do Sul). Os dois geoparques, da Quarta Colônia e de Caçapava do Sul, que já são aspirantes à certificação da Organização das Nações Unidades para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão inseridos dentro do polo como atrativos de destaque, além de fazerem parte do que foi chamado de etapa 1 do projeto.

A etapa 2 consiste na inserção de Santa Maria, Candelária e dos municípios do Raízes de Pedra e na implementação de uma rota paleontológica entre as cidades. Já a etapa 3" está definida como a inclusão dos demais municípios adjacentes que compõem a região central.

No que diz respeito à Santa Maria especificamente, os atrativos elencados foram a rede hoteleira e de alimentação, o Aeroporto, o Parque Natural Municipal dos Morros, o Sítio Paleontológico da Alemoa, o Distrito Criativo Centro-Gare, o patrimônio ferroviário, o Theatro Treze de Maio, o Centro de Convenções da UFSM, a Romaria de Nossa Senhora Medianeira, entre outros. A apresentação oficial do projeto do Polo de Geoturismo ocorrerá na reitoria do Instituto Federal Farroupilha, na próxima quinta-feira (12).

Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO