Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
VAREJO Notícia da edição impressa de 14/01/2022. Alterada em 14/01 às 03h00min

Vendas de fim de ano cresceram 18,6% no comércio de Caxias do Sul

Gastos com presentes de Natal entre os caxienses foi de R$ 478,70, maior do que o previsto pela CDL local

Gastos com presentes de Natal entre os caxienses foi de R$ 478,70, maior do que o previsto pela CDL local


/Julio Soares/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Um movimento que iniciou com a Black Friday no final de novembro, se intensificou nos 15 dias que antecederam o Natal e se estendeu até a primeira quinzena de janeiro com as trocas de presentes resultou num aumento de 18,6% nas comercializações do final do ano, frente à 2020. É o que aponta o levantamento do Núcleo de Informações da CDL Caxias do Sul, realizado junto a empresas dos segmentos de brinquedos, higiene e beleza, vestuário, calçados, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, eletro portáteis, utensílios domésticos e alimentos.

Somente o Natal, principal data comemorativa para o varejo, teve um crescimento de 21,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O tíquete médio também apontou incremento de 8,6%, alcançando R$ 478,70 contra os R$ 440,57 apurados junto aos consumidores na Pesquisa de Intenção de Compras para a celebração. 

De acordo com os participantes, entre os fatores para a expansão dos negócios está a ida presencial das pessoas até as lojas. O fato de muitos clientes estarem com desejos e necessidades de produtos reprimidos por conta da pandemia também influenciou e, em alguns casos, propiciou para que os consumidores adquirissem itens por impulso. Além disso, o Natal é uma data muito comovente e a própria época faz as pessoas comprem presentes para si e para familiares e amigos.

"Apesar da ascensão, verificamos a perda do poder aquisitivo da população, causada pela crise, o que também influenciou na procura por produtos mais baratos. No setor de eletrônicos e eletrodomésticos e até mesmo de vestuário, as liquidações de novembro e janeiro impactam nas vendas de Natal, pois os consumidores sabem que haverá produtos mais baratos antes ou depois da data. Pensando nisso, muitas marcas acabaram realizando ações para atrair os clientes", pontua Cleber Figueredo, coordenador de Tecnologia Informação e Inovação da CDL Caxias.

O levantamento da CDL Caxias também apurou que a procura pelas compras para o Natal predominou 15 dias antes da data, com 46,8% da preferência, e 34,40% dos consumidores optaram pela semana da celebração. Pouco mais de 12% dos lojistas disseram que a procura foi durante todo dezembro e apenas 6,30% no início do mês.

Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300