Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
SEGURANÇA Notícia da edição impressa de 02/12/2021. Alterada em 02/12 às 03h00min

Canoas lança app para registro de ocorrências

Ferramenta BE ON está interligada com os órgãos de segurança que atuam no município

Ferramenta BE ON está interligada com os órgãos de segurança que atuam no município


Guilherme Pereira/DIVULGAÇÃO/CIDADES
Um aplicativo para celular lançada pela Guarda Municipal de Canoas pode colaborar no enfrentamento à criminalidade no município. Os canoenses podem reportar situações suspeitas, furtos, assaltos, casos de violência, entre outras ocorrências, como acidentes de trânsito, incêndios e aglomerações, gerando um alerta instantâneo ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) e à Guarda Municipal. A iniciativa utiliza a plataforma colaborativa Be On, que pode ser baixada gratuitamente nas lojas de aplicativos.
A ideia da secretaria municipal de Segurança Pública é disponibilizar mais um canal de contato com a população, de forma a melhorar a resposta no atendimento à comunidade, com mais agilidade, segurança e integração social. O aplicativo já é utilizado pela Brigada Militar em Porto Alegre, mas Canoas é a primeira prefeitura a aderir ao projeto. A ferramenta já conta com mais de 60 mil usuários e pode ser baixada de forma gratuita. Além de alertas, também é possível acionar serviços públicos de emergência e criar grupos de segurança com familiares e vizinhos.
O secretário de Segurança Pública, delegado Emerson Wendt, explica que o objetivo agora é disseminar a ferramenta junto à população, já que ela conta com um processo colaborativo, que dá voz e protagonismo aos canoenses. "Pedimos que a população baixe o aplicativo e, em caso de alguma ocorrência, terá mais uma ferramenta para fazer um alerta. É assim, com mais integração e proximidade com a comunidade, que vamos qualificar ainda mais a nossa atuação e oferecer mais segurança aos canoenses", esclarece Wendt.
O projeto surgiu de um levantamento realizado pela pasta, em que foi verificado que alguns delitos que acontecem na cidade, como roubo a pedestres, muitas vezes não são registrados pelas vítimas na Polícia Civil, através do Boletim de Ocorrência (BO). Os casos acabam sendo reportados por outros meios, como nas redes sociais da prefeitura.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300