Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
CLIMA Notícia da edição impressa de 27/09/2021. Alterada em 27/09 às 03h00min

Temporal gera prejuízo milionário para área agrícola de Caxias do Sul

Levantamento apontou que perdas com a chuva de granizo no município chegaram a R$ 51,4 milhões

Levantamento apontou que perdas com a chuva de granizo no município chegaram a R$ 51,4 milhões


/Andréia Copini/DIVULGAÇÃO/CIDADES
A estimativa de perdas na atividade agrícola de Caxias do Sul em razão do temporal, que atingiu a cidade na segunda-feira passada (20) é de R$ 51,4 milhões. O valor foi apurado junto a aproximadamente 80 propriedades localizadas nos distritos de Vila Oliva e Santa Lúcia do Piaí. A maioria parte dos prejuízos está concentrado em estruturas, como telas antigranizo, estufas e galpões, dentre outras, é de quase R$ 2,1 milhões.
Os dados foram apresentados durante uma reunião do grupo de secretários responsável por levantar os danos do temporal e dar encaminhamento à elaboração do decreto de emergência. De acordo com o levantamento da secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em conjunto com o escritório municipal da Emater, os maiores prejuízos nas safras se concentram em Vila Oliva. A cidade decretou situação de emergência por conta dos estragos.
O secretário Rudimar Menegotto assinalou que os prejuízos podem ser ainda maiores, porque os danos prejudicarão as safras futuras, especialmente a do próximo ano. Além disto, os técnicos devem concluir o levantamento em outras 30 propriedades em Vila Oliva, Santa Lúcia e, também, em Galópolis. Segundo Menegotto, em várias propriedades as perdas chegaram a 100%.
Dentre as plantações, a mais prejudicada é a maçã, com um total de R$ 26,4 milhões em perdas. Ameixa, com R$ 5,8 milhões; caqui, R$ 4,9 milhões; pêssego, R$ 4,6 milhões; morango, R$ 2 milhões; e pera, R$ 1,7 milhão, enquanto nas videiras o valor chegou a R$ 1,1 milhão. Culturas como abobrinha, acácia e cenoura, com valores variando de R$ 5 mil a R$ 15,8 mil.
A partir do levantamento das secretarias de Obras e Habitação e da Fundação de Assistência Social (FAS), foram identificadas 424 pessoas e 117 casas afetadas pelo temporal. Apenas uma família foi desalojada e nenhuma precisou de abrigamento pelo poder público. Para a recuperação da infraestrutura pública, o valor a ser investido pela secretaria de Obras é da ordem de R$ 160 mil. 
Além disso, os 220 estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Santa Lúcia seguirão, por tempo indeterminado, recebendo aulas por meio virtual. Um laudo elaborado por técnicos da prefeitura indicou a necessidade de interdição das salas de aula de educação infantil e ensino fundamental, e do ginásio de esportes. O diagnóstico é pela retirada emergencial da parede e da viga do ginásio, danificadas com o temporal, e a reconstrução de novo vínculo e forma de apoio.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300