Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
CONSUMO Notícia da edição impressa de 13/09/2021. Alterada em 14/09 às 03h00min

Cesta básica em São Leopoldo tem elevação de 10% em setembro

Cebola foi uma das principais vilãs para o bolso do consumidor; valor dos produtos chegou a R$ 616,54

Cebola foi uma das principais vilãs para o bolso do consumidor; valor dos produtos chegou a R$ 616,54


/JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Para conferir os efeitos da inflação no setor de alimentos e os impactos ao bolso do consumidor, foi realizada em São Leopoldo, na segunda semana de setembro, a pesquisa de valores de produtos que compõem a cesta básica. O levantamento realizado pelo Procon local ocorreu em supermercados na região central do município para aferir os menores valores dos 27 produtos que compõem a lista. A pesquisa é realizada de maneira mensal, verificando as variações através de um comparativo sempre do mês atual, para o mês anterior nos preços dos mercados e também considera o mínimo necessário para um consumo familiar ao longo de um mês inteiro.
Neste mês de setembro, verificou-se um aumento de 10% em relação ao mês anterior. Desta maneira, vale ressaltar que o preço total do supermercado de menor valor, totalizando atualmente a cesta básica mais barata neste mês, é de R$ 616,54. 
Chamou a atenção  do Procon os valores singulares dos produtos dentre eles produtos alimentícios, produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza, pois, além dos aumentos, houve variações específicas em mais de 50%, em relação ao mês de agosto. Conforme tabulação dos dados colhidos, os principais aumentos ocorreram com acréscimo na cebola e no extrato de tomate com (54%), seguido do creme dental com (40%) e no sabão em barra com (25%). Por outro lado, houver redução no quilo da carne de segunda, que custa 27% a menos em relação ao período anterior.
A diretora do Procon, Neusa Azevedo, afirma ainda que a pesquisa é de fundamental importância e que os preços praticados se referem a data da realização da pesquisa, bem como disponibilidade de estoque dos produtos e que podem apresentar variações de preços após este período. Ela reforça ainda que a fiscalização se faz constante. "Solicitamos a apresentação das notas fiscais de compra para os comerciantes aonde são analisadas e calculadas minuciosamente para verificar se há abusividade na majoração do lucro no preço de venda comercializado ao consumidor final. Caso seja constatada a abusividade o proprietário do estabelecimento será notificado", disse ela, reiterando aos consumidores a prática de pesquisa de preços antes da realização das compras.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300