Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
PATRIMÔNIO Notícia da edição impressa de 23/02/2021. Alterada em 23/02 às 03h00min

Plano vai detalhar a reabertura do Castelinho, em Erechim

Grupo de trabalho foi criado para discutir o funcionamento do prédio histórico, que está fechado desde 2013

Grupo de trabalho foi criado para discutir o funcionamento do prédio histórico, que está fechado desde 2013


/PREFEITURA DE ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de Erechim vai apresentar no dia 1 de março o plano de ação estratégico para reabertura do Castelinho. A apresentação, com posse da comissão de acompanhamento do projeto, prevista para essa semana, foi remarcada para o início da próxima semana e será feita online, através de uma transmissão ao vivo.

O projeto consta o Plano de Ocupação, desenvolvido entre os anos de 2018 e 2019, incluindo audiências públicas realizadas, o plano de restauro, gestão e Lei de Incentivo. "O Castelinho tem uma importância histórica, e por isso, tudo que desenvolvemos é acompanhado pelo Instituto do Patrimônio Histórico", explica arquiteta chefe do Serviço de Patrimônio Histórico e Cultural, Ariane Dias.

O grupo de trabalho interdisciplinar que deve acompanhar todo projeto deve tomar posse em outra ocasião. Os participantes já devem acompanhar a apresentação online. Fazem parte da comissão integrantes de conselhos regionais, arquitetos e membros indicados de universidades da região, além do Movimento Étnico e Cultural dos Negros de Erechim e do Conselho Municipal de Políticas Culturais. Esse grupo deve dar os pareceres do que é realizado, aprovar e deliberar a respeito de decisões que envolvam o projeto. O grupo é uma demanda do Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico do Estado (IPHAE), com quem os técnicos da prefeitura de Erechim se reuniu para tratativas do plano de ação estratégico para reabertura do Castelinho.

O prédio é a mais antiga construção em madeira de Erechim e tombado como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul em 1992. A construção de cinco pavimentos abrigou a sede da Comissão de Terras do Estado durante a colonização da região. O prédio está fechado desde 2013 e teve todos protocolos de restauração e ocupação atualizados pela equipe técnica.

O secretário da Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves, destaca a simbologia do prédio para a comunidade. "O Castelinho tem importância histórica, é nosso grande símbolo. Após a aprovação do projeto, vamos para fase de captação de recursos. Queremos que a primeira fase seja concluída ainda neste ano, o que permitiria a abertura para a visitação", afirma.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300