Estudo da Feevale avalia sintomas principais da Covid-19 - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
pesquisa Notícia da edição impressa de 09/02/2021. Alterada em 10/02 às 03h00min

Estudo da Feevale avalia sintomas principais da Covid-19

Embora a aferição da temperatura seja usada em locais, medida não evitar entrada de contaminados

Embora a aferição da temperatura seja usada em locais, medida não evitar entrada de contaminados


/MARCO QUINTANA/JC

Uma pesquisa realizada na Universidade Feevale busca avaliar os sintomas de pacientes com Covid-19 nas mesorregiões Metropolitana e Nordeste do Rio Grande do Sul. A pesquisa coletou, do banco de dados interno da instituição, as informações clínicas dos pacientes sintomáticos com suspeita de Covid-19 que foram testas no laboratório da universidade. O objetivo é produzir um estudo que analise a possível associação entre a detecção do vírus e os sintomas apresentados nas regiões de abrangência das coletas, informações essas que podem auxiliar na triagem e no diagnóstico clínico da doença.

Os dados preliminares analisados contam com um total de 4.556 pacientes, sendo estes divididos por período de pandemia. A pesquisadora Débora Couto da Rosa explica que, apesar de a febre ser o sintoma mais frequente na maioria dos estudos sobre Covid-19, não foi possível estabelecer associação com a doença. Devido às frequências de sintomas quase iguais em pacientes com e sem detecção de SARS-CoV-2, não houve associação significativa. "Ainda assim, quando tentamos associar múltiplos sintomas à presença do vírus, a frequência desses permanecem semelhantes aos pacientes negativos", esclarece.

Esses resultados preliminares indicam que não há sintomas específicos associados a essa nova doença viral na região estudada, e que a presença de qualquer manifestação clínica não é um indicativo de positividade ou negatividade para a Covid-19 em pacientes sintomáticos, tendo em vista que os sintomas comumente observados também podem ser causados por outros vírus respiratórios. "Além disso, de acordo com estudos internacionais, a porcentagem da população infectada pelo vírus que não apresenta sintomas pode chegar até 80%, e como podemos observar nos resultados do estudo, dentre a população classificada como sintomática, as frequências dos sintomas são extremamente variadas", disse Débora.

"Nesse contexto, é relevante destacar que, embora muitos estabelecimentos utilizem a medida de temperatura como indicativo da doença, 30% a 45% dos pacientes sintomáticos com Covid-19, incluídos nesta análise preliminar, não apresentaram febre", argumenta Débora. "Além disso, temos os assintomáticos, que também transmitem o vírus e não apresentam nenhum sintoma. E, por mais que todas as medidas de segurança sejam tomadas para a entrada em qualquer local, mensurando-se somente um dos múltiplos sintomas, não se assegura inexistência de infecção pelo vírus, tampouco necessariamente indica que se trata da Covid-19", afirma.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300