Bagé entra em racionamento de água de 12 horas por dia - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
ABASTECIMENTO Notícia da edição impressa de 18/01/2021. Alterada em 18/01 às 03h00min

Bagé entra em racionamento de água de 12 horas por dia

Barragens que compõem o sistema de captação da cidade têm apresentado níveis abaixo do normal

Barragens que compõem o sistema de captação da cidade têm apresentado níveis abaixo do normal


/DEIVIDI LEONEL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Em razão da forte estiagem que está atingindo vários municípios do Rio Grande do Sul, o Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb) deu início ao rodízio de abastecimento na madrugada de sábado. A medida se faz necessária como precaução para garantir o fornecimento de água durante os próximos meses, tendo em vista que o prognóstico de chuvas para o verão mostra que haverá precipitações insuficientes.

A cidade está com um déficit de chuvas desde julho de 2020, colocando diversas regiões do Estado em situação de risco hídrico. O acumulado nos meses que antecedem o verão foi de 40,4 mm em novembro, e 115,7 mm em dezembro, quando o consumo de água na cidade tem um aumento considerável. No ano passado, a cidade conviveu com 90 dias de racionamento, e o período sem água chegou a 15 horas diárias.

Até sexta-feira, as barragens que compõem as reservas de água de Bagé estavam com nível abaixo do normal. A Sanga Rasa, principal ponto de captação de Bagé, estava com 3,4 metros abaixo do normal; Piraí com 2,5 metros negativos; e a Emergencial, a menor das três, 0,35 m abaixo do limite. "Temos que ser prudentes com a questão do abastecimento neste momento, a fim de evitarmos de chegar ao ponto crítico pelo qual passamos em 2020, quando estivemos a 15 dias de um colapso do fornecimento de água. Ainda temos muitos dias quentes até o fim do verão", lembra Eduardo Mendes, diretor geral do Daeb.

Com isso, a cidade foi divida em dois para que os bairros possam ter abastecimento durante 12 horas por dia. Os bairros Centro, Madezatti, São Martins, Vila Brum, Arvorezinha, Vila Damé, Camilo Gomes, Parque Silveira Martins, Hidráulica, Popular, Narciso Suñe, Tarumã, Tupã, São Jorge, São João, Cohab, Stand, Vila Militar, Vila Brasil, Alcides Almeida, Mingote Paiva, Santa Cecília, Menino Deus, Floresta, Santa Carmem, Ibajé, Vila Gaúcha, Passo do Príncipe, Mascarenhas e arredores terão água entre às 3h e 15h

Já os bairros Getúlio Vargas, Loteamento São Pedro, Jardim do Castelo, São Bernardo, Santa Tecla, Loteamento Severo, Malafaia, Daer, Ivo Ferronato, Castro Alves, Dois Irmãos, Estrela Dalva, Ivone, Dolores, Vila Goulart, Passo das Pedras, Tiarajú, Arco, São Judas, Vila Ipiranga, Laranjeiras, Santa Tereza, Pedra Branca, Bairro Bonito, Vila dos Anjos, Santa Flora, Habitar Brasil, Morgado Rosa, Dona França, Prado Velho, Adão Pedra, Loteamento do Parque, Industrial I, Balança e arredores terão água disponível entre 15h e 3h do dia seguinte. A expectativa das chuvas do fim de semana é grande para melhorar a situação nas barragens.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300