Pela primeira vez em sua história, prefeitura de Taquara abrirá seleção pública para contratar professores - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
EDUCAÇÃO Notícia da edição impressa de 07/01/2021. Alterada em 08/01 às 03h00min

Pela primeira vez em sua história, prefeitura de Taquara abrirá seleção pública para contratar professores

A secretária de Educação de Taquara, Carla Silveira, explanou sobre o planejamento e as primeiras ações do governo para a área educacional da cidade. Uma das primeiras medidas será a abertura de edital para a contratação de professores. "A contratação de professores por nível de edital é uma inovação em Taquara para a Educação, pois nunca foram contratados professores por meio de seleção pública", revela Carla, destacando que a previsão é abrir o edital até o final do mês de janeiro.

 Referente ao calendário de início do ano letivo, uma das questões tratadas no encontro, a secretaria salienta que as definições estão sendo estudadas juntamente à Associação dos Municípios do Vale do Paranhana - Ampara. "Estamos aguardando as reuniões da Ampara, porque se define coletivamente como se dará este processo na região em relação ao ensino remoto e se vai ficar somente neste modelo de ensino", ressalta Carla.

 Carla observa que a ideia é fazer uma educação através do ensino híbrido, mesclando a questão do presencial, com menos alunos dentro de uma redução de 50 %, adequando uma parte remota. "Esta é uma decisão coletiva com os demais municípios da região por isso estamos averiguando, precisamos também do amparo do Comitê de Operações Especiais, que avalia como está a questão da pandemia no município. Além disso temos que avaliar como estão os planos de contingência em cada escola para o recebimento dos alunos", explica a secretária.

 A perspectiva, segundo ela, é que as aulas iniciem no mês de fevereiro. "Temos muita vontade de fazer o ensino híbrido, de poder vincular o uso da tecnologia, de fazer formação com os professores, mas é um planejamento que precisamos amadurecer. Daqui uns 15 dias teremos respostas mais concretas, pois já teremos participado da reunião com a Ampara que, provavelmente, definirá a nível de Vale do Paranhana, como poderemos construir esse retorno juntos", revela Carla.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300