Lagoa na área central de Imbé é sinalizada por conta de jacaré-de-papo-amarelo - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
MEIO AMBIENTE Notícia da edição impressa de 19/11/2020. Alterada em 19/11 às 13h28min

Lagoa na área central de Imbé é sinalizada por conta de jacaré-de-papo-amarelo

Recomendação é de que visitantes evitem contato com o animal

Recomendação é de que visitantes evitem contato com o animal


/José Luiz Filho/DIVULGAÇÃO/CIDADES
A secretaria municipal de Meio Ambiente, Pesca, Proteção Animal e Agricultura de Imbé sinalizou com placas a existência de um jacaré-de-papo-amarelo no Lago da Fonte, no Centro. Conforme o biólogo da pasta, Pedro Terra Leite, é provável que haja somente um exemplar do réptil no local.
Ele ressalta que é importante lembrar que no lago é proibida pesca, banho e prática de esportes náuticos, como canoagem e stand up paddle, por exemplo. O biólogo recomenda que os frequentadores do local devem evitar contato com o jacaré e não devem molestá-lo. "É natural que ele tome banho de sol, prática comum da espécie, portanto, evitem de chegar perto e deixem-no quieto", complementa. O biólogo também destaca a necessidade de cuidado com animais de estimação. "Evitar que seus cães entrem no lago também é importante", complementa.
O jacaré-do-papo-amarelo é uma espécie ameaçada de extinção dos répteis e que vive nas lagoas, rios, banhados e lagos do leste do Brasil. Em média, possuem de 1,5 a 2 metros de comprimento, mas podem chegar até a três metros. Os filhotes alimentam-se de insetos e invertebrados, enquanto os adultos tem na sua dieta peixes, caramujos, pequenos mamíferos e aves.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300