São Leopoldo questiona critérios e quer monitoramento da situação no litoral - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
MUNICÍPIOS Notícia da edição impressa de 19/11/2020. Alterada em 19/11 às 03h00min

São Leopoldo questiona critérios e quer monitoramento da situação no litoral

O Comitê Municipal de Atenção ao Coronavírus de São Leopoldo se reuniu para debater a situação da pandemia na cidade. Em pauta, foi discutido o reforço nas ações de conscientização, incluindo uma nova campanha, reforçando as orientações durante a campanha de Natal do comércio de São Leopoldo. A iniciativa deve ter foco nas praças e espaços públicos da cidade.

O Comitê também elaborou uma carta aberta ao governo do Estado do Rio Grande do Sul, em que aborda em especial a preocupação com a situação do litoral gaúcho durante o verão, que recebe muitos moradores da região metropolitana nos finais de semana e feriados de dias mais quentes. Também está no documento um questionamento aos critérios utilizados para as bandeiras do distanciamento controlado e ao fluxo de residentes de outros municípios nos leitos de UTI.

No texto, os representantes da cidade afirmam ver "as consequências da concentração de pessoas no litoral durante os feriados de outubro e de novembro, em que o número de casos fica evidenciado, considerando o período de 7 a 14 dias após o contágio". "É muito importante que o governo do Estado produza uma regulamentação concreta do uso das praias no Rio Grande do Sul, atendendo reivindicação das prefeituras do litoral, com o aumento real da fiscalização, para que os esforços de municípios como

São Leopoldo não sejam comprometidos", diz o documento.

A classificação em bandeira vermelha nesta semana, ainda que o modelo de cogestão regional tenha mantido regras de bandeira laranja, também foram abordados. A prefeitura afirma ter construído protocolos seguros com os setores industriais e da construção civil e para a retomada controlada dos segmentos de comércio, serviços e gastronomia. "Não há como a cada semana termos proposta de abertura e fechamento de estabelecimentos. Precisamos considerar nos indicadores, as estratégias acertadas de enfrentamento da pandemia pelos municípios e as medidas adotadas", complementa o texto.

A carta também destaca a estratégia de testagem do município, que está perto de realizar 30 mil testes e realizando busca ativa em segmentos de trabalhadores mais expostos. Já passaram por testagem motoristas de aplicativo, entregadores, motoristas de ônibus, atendentes em restaurantes, trabalhadores de escolas infantis e profissionais de salões de beleza, entre outros.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300