Bandeira vermelha é questionada em São Leopoldo - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
MUNICÍPIOS Notícia da edição impressa de 23/09/2020. Alterada em 23/09 às 03h00min

Bandeira vermelha é questionada em São Leopoldo

A prefeitura de São Leopoldo está questionando o governo do Estado sobre a definição de bandeira vermelha dentro do Sistema de Distanciamento Controlado para a Região 7, na qual São Leopoldo está inserida e apresenta índices de estabilidade e redução nas internações da Covid-19. Segundo o prefeito, Ary Vannazi, causa "muita estranheza" a definição de maiores restrições para a cidade e região, haja vista todo o esforço, o controle, a efetiva fiscalização e cumprimento do decreto de calamidade pública.

O prefeito diz que "em todo esse período nenhum cidadão ficou sem ser atendido" e que está atualmente com 50% da taxa ocupação de leitos. Este índice de estabilidade vem se mantendo por semanas seguidas, inclusive com redução. Outro dado importante é a redução significativa na procura por atendimento na área Covid do Hospital Centenário, bem como a redução de internações hospitalares de leitos UTI, leitos clínicos e leitos de UTI Covid, que há duas semanas mantém um menor número de pacientes internados desde junho.

"Reforçamos para a nossa comunidade que a pandemia não passou, seguimos reforçando a organização do sistema de saúde, os cuidados e a obrigação do uso da máscara e álcool gel. Construímos há várias semanas um processo de cogestão regional pela Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos (AMVARS), e precisamos que o governo do Estado reconheça o esforço de São Leopoldo que demonstra índices favoráveis e um maior controle da pandemia", disse o prefeito, em um comunicado enviado ao governador, Eduardo Leite, e para a imprensa

Segundo Vannazi, não é possível voltar atrás. "Temos todo um trabalho até aqui e cobramos que o governo do Estado adote critérios claros e objetivos que não causem essa indefinição e transtornos à nossa população. E ainda, que considere a possibilidade de troca de bandeiras, quando for o caso, de forma quinzenal, permitindo uma mínima organização dos municípios", complementou. A cidade ficará nesta classificação com maiores restrições, no mínimo, até o sábado, quando uma nova rodada será feita.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300