Plano Diretor de Arborização é lançado em Caxias do Sul - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
MEIO AMBIENTE Notícia da edição impressa de 22/09/2020. Alterada em 22/09 às 03h00min

Plano Diretor de Arborização é lançado em Caxias do Sul

Com mais de 64 mil árvores, documento balizará decisões sobre podas e plantio de espécies nas regiões

Com mais de 64 mil árvores, documento balizará decisões sobre podas e plantio de espécies nas regiões


/FABIANA DE LUCENA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A prefeitura de Caxias do Sul lançou, nesta segunda-feira, que foi marcado pelo Dia da Árvore, o Plano Diretor de Arborização Urbana do Município de Caxias do Sul. O documento define casos em que há possibilidade de autorização de corte e poda de árvores em área pública e normas mais gerais sobre a implantação e manutenção da arborização de praças, parques e vias públicas.

O plano foi elaborado com base nos inventários produzidos no Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica, o que, segundo a bióloga Morgana Rech, é o grande diferencial, já que a maioria dos municípios que implementou seu plano de arborização, o fez anteriormente ao conhecimento do patrimônio arbóreo existente. "Uma das iniciativas foi a realização do inventário da cobertura vegetal das áreas públicas e o levantamento georreferenciado a arborização urbana. Deste inventário, resultou um total de 64.123 árvores existentes nos passeios público. Desde então, todas as árvores suprimidas e novos plantios realizados são incluídos em um banco de dados, disponível para o acesso de qualquer cidadão", explica.

O secretário de Meio Ambiente, Nerio Jorge Susin, acrescenta ainda que o plano traz um histórico da arborização no âmbito do município, desde registros de plantios em vias públicas até o histórico da legislação existente. "Com base nestes resultados, sobre condições da arborização, composição de espécies e também sobre problemas e conflitos verificados, que é feito o planejamento da arborização urbana. Este planejamento prevê critérios para a escolha da espécie correta para cada local, considerando as características de porte, crescimento da copa, tipo de folhagem, floração e frutificação (entre outras), e levando em conta outros aspectos também. Foi elaborada uma lista de 163 espécies com potencial para uso na arborização urbana do município, com características de cada uma e condições de adequação das mesmas conforme vem sendo observado ao longo dos anos", conta.

Nerio Susin argumenta ainda que o plano traz detalhes sobre a importância do manejo adequado, desde a obtenção ou produção das mudas, seu plantio na arborização urbana, até as melhores técnicas de poda e outras práticas possíveis. "Com tudo isso em mente, é regrada a gestão da arborização urbana no município, englobando a manutenção do banco de dados destas árvores e os programas de plantio e dos diferentes manejos. Este planejamento trará enormes benefícios à população, pois o primeiro passo para uma arborização urbana de qualidade é a escolha adequada das espécies e dos locais para plantio", complementa.

O plano agrega ainda ações de Educação Ambiental junto a escolas públicas e privadas do município e ao público em geral, e a capacitação dos servidores envolvidos no planejamento, licenciamento e também manejo da arborização urbana. A ideia é conscientizar sobre a preservação das espécies.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300